Willians Araújo leva golpe relâmpago e fica com a prata no judô

Brasileiro não resistiu a lutador ao uzbeque Adijlan Tuledibaev, na final

Por O Dia

Rio - Dois segundos. Esse foi o tempo da decisão do ouro na categoria acima de 100 kg e, infelizmente, para o Brasil a rápida definição da luta não foi boa. Willians Araújo, tido como grande promessa do judô paralímpico, levou um O-Soto Gari - gancho lateral na perna direita - do uzbeque Adijlan Tuledibaev, sofreu o ippon mais rápido de todo o torneio paraolímpico e deu adeus à chance da medalha de ouro na Paralimpíada carioca.

O golpe rápido surpreendeu a todos os presentes nas arquibancadas da Arena Carioca 3, no Parque Olímpico. O público aplaudiu a participação do brasileiro, que disputou sua primeira competição paralímpica. Com a rápida decisão no tatame, o Brasil acabou ficando sem nenhuma medalha de ouro na modalidade. Completaram o pódio da categoria, o japonês Kento Masaki e o cubano Yangaliny Jimenez.

Reportagem de Antonio Júnior


Últimas de _legado_Olimpíada