Automania

Buracos: desvie dessa dor de cabeça

Especialistas dão orientações sobre forma de dirigir e preservar os pneus do veículo

Rio - Quem dirige em grandes cidades sabe como é comum desviar de buracos nas vias. Além do risco de acidentes, deixar de evitar tais irregularidades pode trazer danos ao veículo, que pode começar a apresentar problemas nos pneus, alinhamento e balanceamento. Para a Semana Nacional de Trânsito, celebrada de 18 a 25 de setembro, especialistas da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip) fornecem orientações práticas para evitar incidentes e aborrecimentos.

Dirigir em ambiente urbano exige atenção dos motoristas com os buracos Reprodução Internet

Segundo observa a associação, quanto mais rápido o motorista dirige, mais difícil será desviar de um buraco, além do impacto ser mais forte. Esse choque afeta diretamente a suspensão do veículo. Ao dirigir na chuva, condutores devem reduzir a velocidade, redobrar a atenção e tentar desviar das poças, pois elas podem esconder buracos sob a água ou fazer o carro aquaplanar (o efeito que tira o contato do pneu com o solo sob a presença de uma fina camada d'água). Se não for possível desviar, não freie bruscamente: em caso de carro manual, desengate a marcha ou pise na embreagem ao atravessá-la. Com isso, danos no câmbio serão evitados.

Pneus que rodam com pressões abaixo do recomendado estão mais vulneráveis a danos e rompimentos por choque em buracos. Mantenha sempre as pressões recomendadas para cada posição do pneu no veículo, verificando a cada 15 dias o conjunto e o estepe.

Observe o pneu

Ao passar por um buraco, é importante ficar atento aos primeiros sintomas de problema no carro. Quando os pneus sofrem impactos mais severos, podem desenvolver bolhas formadas por desordenação de seus componentes internos. A Anip recomenda a troca do componente para não haver o risco destas bolhas estourarem. É fundamental também observar as rodas. Se elas amassarem muito, é preciso trocá-las. Não desconsidere os choques leves, que ainda assim podem fazer o pneu perder ar aos poucos e comprometer a sua funcionalidade.

Pneus e rodas podem ficar danificados em choques com buracos, o que pede atenção dos condutores Reprodução Internet

Fortes impactos depois de ter passado por um ou alguns buracos podem provocar um desalinhamento da suspensão, o que causa desgaste prematuro dos pneus. Quando isso acontece, há deterioração nos ombros dos componentes e desalinhamento da direção, deixando o veículo instável e inseguro.

A hora do alinhamento

De acordo com a associação, o automóvel deve ser alinhado quando sofrer impactos na suspensão, na troca de pneus ou quando apresentarem desgastes irregulares. A medida também deve ser adotada se o volante estiver descentralizado, se forem substituídos os componentes da suspensão, quando o veículo estiver puxando para um lado específico ou a cada 10 mil quilômetros.

Além de causar desconforto ao dirigir, o desbalanceamento das rodas causa perda de tração, de estabilidade, desgastes acentuados em componentes mecânicos e no próprio pneu. A Anip recomenda o balanceamento das rodas sempre que surgirem vibrações, na troca ou conserto do pneu.

Nessas condições, o motorista também precisa verificar a cambagem. Ao passar por buracos, os ângulos das rodas podem ser alterados pelas fortes pancadas, podendo ser necessário corrigir o ângulo do camber na medida indicada pelo fabricante. A cambagem tem a tarefa de distribuir o peso do carro sobre a banda de rodagem, evitando o desgaste irregular, diminuição da vida útil do pneu, bem como alterações indesejáveis na direção. O recomendável é verificar esta situação junto com o alinhamento e o balanceamento, ou seja, quando o carro atingir 10 mil quilômetros.

Os procedimentos de manutenção do veículo estão todos descritos no manual do proprietário. Seguindo as recomendações do fabricante, o carro terá a maior vida útil possível.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie