Brasil

Anvisa proíbe venda de paçoca por alto teor de substância cancerígena

O alimento da Dicel é distribuído pela Indústria e Logística Westhonklauss Constante Ltda

Goiânia - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda nesta segunda-feira, de um lote de paçoca rolha da marca Dicel, feita em Goiânia (GO). De acordo com o órgão, os produtos coletados excediam o limite permitido de aflatoxinas, substâncias tóxicas produzidas por fungos que podem causar câncer.

Segundo a resolução, o lote 0027, fabricado em 18 de novembro do ano passado, com validade até 18 de novembro deste ano, estava impróprio para o consumo. O alimento é distribuído pela Indústria e Logística Westhonklauss Constante Ltda.

Produto atestou para teores de aflatoxinas acima do limite máximo Reprodução Internet

O laudo do Laboratório de Análise Micotoxicológicas, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, atestou teores de aflatoxinas acima do limite máximo tolerado para amendoim com casca, descascado, cru ou tostado, pasta de amendoim ou manteiga de amendoim.

A interdição vale para todo o território nacional. Procurada, a Dicel informou que não havia sido notificada sobre a interdição.


*Com informações do Estadão Conteúdo

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie