Brasil

Empresário do goleiro Bruno é suspeito de assassinar enteado na Grande BH

Enteado de Lúcio Mauro de Melo Rodrigues foi morto com um tiro no peito

Minas Gerais - Responsável por conseguir o contrato para o goleiro Bruno Fernandes, de 32 anos, jogar pelo Boa Esporte, de Varginha, em Minas Gerais, o empresário Lúcio Mauro de Melo Rodrigues, de 44 anos, é suspeito de ter matado o enteado Rodrigo da Silva Almeida, de 20. O jovem foi assassinado com um tiro no peito na tarde desta quinta-feira, 18, em Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Rodrigues fugiu após o crime e é procurado pela polícia. Segundo testemunhas, ele teria atirado no enteado ao tentar separar uma briga de casal e ser ameaçado de morte. A vítima seria usuária de drogas e tinha passagens pela polícia.

Ednelton Carracci, delegado de Matozinhos, afirmou ter informações de que o suspeito se apresentará na delegacia da cidade.

Carreira política

Acusado de homicídio, o empresário do goleiro Bruno foi candidato a vereador em Matozinhos no ano passado. Com o nome "Lúcio Força do Bem" na campanha, Rodrigues concorreu pelo PSDB, obteve 431 votos e não se elegeu. 

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie