Brasil

Artista de rua é detido por se apresentar nu

PM do Distrito Federal foi chamada e Maikon Kempinski foi autuado por 'ato obsceno'

Brasília - O artista e performer Maikon Kempinski foi detido no sábado pela Polícia Militar do Distrito Federal enquanto apresentava DNA de DAN, ao lado do Museu Nacional da República.

Cena do espetáculo DNA de DAN, de Maikon Kempinski Divulgação/Tathy Yazigi

Kempinski foi preso sob a justificativa de 'ato obsceno' e assinou um termo circunstanciado que registra infrações com menor potencial ofensivo. Na performance, o artista, nu, fica dentro de uma bolha de plástico transparente.

Segundo Kempinski, os produtores tentaram dialogar com a polícia, mas os PMs invadiram a estrutura para prender o artista "Foi então que os policiais chutaram e rasgaram nossa instalação de plástico, e tentaram entrar nela para me tirar à força", escreveu após ser liberado nesse domingo.

Em nota, a PM informou que foi avisada de que havia um "homem nu" no Museu da República. Após ser informada de que se tratava de um trabalho artístico, "não foi apresentada nenhuma documentação/autorização do museu tampouco da administração de Brasília, foi determinada a paralisação da referida exposição e foi dada voz de prisão ao elemento nu."

Até o momento, o Sesc não se posicionou sobre o ocorrido.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie