Alegria no Ar
Coluna
Alegria no Ar
Com Fernando Mansur

Cachorro vidente

Então, o cãozinho triste com a perda de seu dono, e o dono triste com a ida de seu filhote, quase que instantaneamente se verão de novo, em estados sutis, depois do pequeno e merecido descanso dos bravos guerreiros

Por O Dia

Rio - Era uma vez um cachorro que gostava muito de seu dono. Cachorro não fala, mas se comunica de outras formas. Sua maneira de sentir o mundo é pela visão (astral), olfato e audição. O coração dos cães é bem desenvolvido para o amor e o serviço. Ele serve ao seu humano com denodo e dedicação, porque sabe ou sente que um dia poderá se tornar um, de preferência parecido com seu senhor. Assim como humanos têm seus deuses, nós somos deuses para os cachorros. Quem poderá afirmar por que reinos passamos antes de sermos humanos? Os sentimentos que emanamos, nossas feições e comportamento podem nos remeter a um passado bem longínquo, quando a vida começou a pulsar no planeta. Antes de nos tornarmos físicos, éramos etéreos, e um dia, mais à frente, teremos mais dois sentidos disponíveis. Como conceber quais são eles?

Veremos através das paredes e os 'mortos' se verão naturalmente vivos e entenderão logo que o que mudou foi só a dimensão. Então, o cãozinho triste com a perda de seu dono, e o dono triste com a ida de seu filhote, quase que instantaneamente se verão de novo, em estados sutis, depois do pequeno e merecido descanso dos bravos guerreiros. A vida não tem fim. E essa parte é só um começo. A estrada continua. Caminhar é preciso. Vamos!

 

Comentários