Preso, Beto Richa é um dos principais 'investimentos' do PSDB

O candidato torrou R$ 870 mil na produção de programas de rádio e TV. Seu registro de candidatura ainda não foi deferido pelo TSE

Por Leandro Mazzini

Brasília - Numa inédita prisão - dois pedidos num dia, pelo Gaeco, da Polícia Civil, e pela Lava Jato, da Polícia Federal -, o ex-governador do Paraná Beto Richa, que disputa o Senado, é um dos principais 'investimentos' do PSDB nacional. Encabeça a lista de tucanos com repasses do fundo eleitoral do partido. A executiva do PSDB repassou nada menos que R$ 1,2 milhão para o comitê de Richa.

O candidato torrou R$ 870 mil na produção de programas de rádio e TV. Seu registro de candidatura ainda não foi deferido pelo TSE. Com a prisão, pode haver pedido de impugnação, apesar de não ser condenado.

Peso nas costas

A prisão de Richa atinge em cheio a campanha de Geraldo Alckmin ao Planalto, que terá de se explicar todos os dias. Richa é o principal aliado de Alckmin no estado.

E agora, Justiça?

Mesmo com a prisão temporária - Richa pode sair daqui a cinco dias -, o tucano tem chances de continuar na disputa, por ser, por ora, Ficha Limpa. A conferir.

Ou seja...

... se seu pedido for deferido, o Senado pode ganhar um parlamentar com o camburão na porta do Congresso. Richa, por ora, aparece em segundo lugar nas sondagens. Por enquanto.

Museu 'sub judice'

O Governo Federal recuou e vai manter, por ora, a gestão do Museu Nacional com a reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mas isso pode durar até a conclusão do inquérito que investiga a causa do incêndio e o relatório do TCU que apontará se há responsabilidade dos gestores da UFRJ.

Novo gestor

O presidente Michel Temer vai aguardar os resultados, mas quer o quanto antes transferir a gestão do Museu Nacional para a recém-criada Agência Brasileira de Museus (Abram), que substituirá o Ibram. O Palácio se esforça para explicar que não haverá custos para a União, a despeito da nova nomenclatura.

Pergunta da eleição

Com que cara e 'dedo no olho direito', como tem gesticulado, o presidenciável Alvaro Dias (Podemos) vai aparecer nos debates de TV defendendo a Lava Jato? Seu primeiro suplente e suposto financiador de campanha que o elegeu, Joel Malucelli, tem mandado de prisão pelo Gaeco do MP do Paraná na Operação Radiopatrulha. Na esteira da prisão de Beto Richa na Lava Jato.

Italiano 2.0

Até o fechamento da Coluna, Malucelli, um dos maiores empresários do país, era considerado foragido. Há informações de que está na Itália.

Sogrão

A Coluna cantou a bola em julho: genro de Malucelli, o deputado federal João Arruda (MDB-PR), membro da Comissão de Licitações da Câmara, articula com aliados para aumentar de 5% para 30% o seguro-garantia de obras da União e Estados. E quem é a líder do setor no País? A JMalucelli Seguradora, do sogrão.

Silêncio

Morreu nesta segunda-feira em Londres Mike Lee, 61, consultor de marketing esportivo e um dos principais artífices da conquista dos Jogos Olímpicos para o Rio 2016. No site do COB, nenhum registro até esta terça-feira.

Arma no voo

Filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e candidato à reeleição, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) fala em "combate às ações criminosas e terroristas" ao defender a autorização de porte de arma em voos domésticos no PL 9902/18. Ainda tramita na Comissão de Segurança Pública da Casa.

Risco no ar

Conforme o projeto, ao se apresentar para o embarque, o passageiro comunicará o porte da arma à companhia aérea, que não poderá exigir documento nem pedir informações sobre a mesma e as munições. A proposta é relatada pelo deputado Laerte Bessa (PR-DF), também integrante da chamada "bancada da bala".

Olho neles

Fernando Haddad candidato e Manuela vice oficializam a chapa no TSE para disputa presidencial. PT e PCdoB, seus partidos, defendem a regulamentação da imprensa.

Homenagem

Querida em todos os setores e entre os colegas, referência de uma geração, a colunista Anna Ramalho será homenageada com show de Gilse Campos, nesta quinta-feira, pelos seus 40 anos de colunismo social. Será no Alegretti, do Copa Rio.

Esplanadeira

A CasaCor Brasília começa hoje e a exposição vai até dia 30 de outubro, com 39 ambientes.

Muriaé (MG) terá sua 1ª Feira do Livro de 20 a 27 de outubro .

Comentários