Advento: tempo de preparação

Por Padre Omar

Rio - Ao iniciar o mês de dezembro, começamos a nos preparar para as festas de fim de ano, organizar nossas casas, planejar as férias. Na Igreja, também se inicia um tempo de preparação, só que bem mais profundo. Hoje começamos o caminho do Advento, que culminará no Natal. O Advento é o tempo que nos é concedido para acolher o Senhor que vem ao nosso encontro, também para verificar o nosso desejo de Deus, para olhar em frente e nos prepararmos ao regresso de Cristo.

Ele voltará na festa do Natal, quando fizermos memória da sua vinda histórica na humildade da condição humana; mas vem dentro de nós todas as vezes que estamos dispostos a recebê-lo, e virá de novo no fim dos tempos para "julgar os vivos e os mortos", como rezamos no Credo. Por isso, devemos estar atentos e preparados para esperar o Senhor com a expetativa de o encontrar. Neste tempo do Advento, somos chamados a ampliar o horizonte do nosso coração, a nos deixarmos surpreender pela vida que se apresenta a cada dia com suas novidades.

Para isso, é preciso aprender a não depender dos nossos esquemas consolidados. Não devemos nos deixar dominar pelas coisas deste mundo, pelas realidades materiais, mas sim governá-las. Evitando os excessos, o descarte, o luxo.

O Advento é o tempo da presença e da espera eterna. Precisamente por esta razão é, de modo particular, o tempo da alegria, de um júbilo interiorizado, que nenhum sofrimento pode anular. A alegria pelo fato de que Deus se fez Menino. Esta alegria, invisivelmente presente em nós, nos encoraja a caminhar com confiança.

Modelo e ajuda deste íntimo júbilo é a Virgem Maria, por meio da qual nos foi oferecido o Menino Jesus. Que Ela, discípula fiel do seu Filho, nos conceda a graça de viver este tempo litúrgico vigilantes e diligentes na esperança. Amém!

Comentários