Uma luz verdadeira

Devemos repetir a pergunta dos Magos: Onde está o rei dos judeus que acaba de nascer?

Por Padre Omar

Com a alegria que é fruto do Natal, a Igreja celebra hoje a manifestação do Cristo aos três sábios do Oriente. Naqueles viajantes do deserto se encontra representada a diversidade das raças e dos povos. Os Magos são um testemunho vivo de como estão presentes por todo o lado as sementes da verdade, pois são dom do Criador que, a todos, chama a reconhecê-lo como Pai bom e fiel.

Quantas estrelas existem no céu! E contudo, os Magos seguiram uma diferente, uma nova, que, segundo eles, brilhava mais. Pesquisaram o grande livro do céu para encontrar uma resposta às suas questões e, finalmente, a luz aparecera. Aquela estrela os mudou. Fez com que eles esquecessem as ocupações diárias e se puseram imediatamente a caminho. Os Reis Magos deram ouvidos a uma voz que, no íntimo, os impelia a seguir aquela luz - é a voz do Espírito Santo, que atua nas pessoas -; e a luz os guiou até encontrarem o rei dos judeus numa pobre casa de Belém.

Hoje, devemos repetir a pergunta dos Magos: Onde está o rei dos judeus que acaba de nascer? Somos chamados a procurar os sinais que Deus oferece, cientes de que se requer o nosso esforço para os decifrar e, assim, compreender a vontade divina. Sigamos a luz que Deus nos oferece! Aquela luz pequenina é a luz que irradia do rosto de Cristo, cheio de misericórdia e fidelidade. E, quando chegarmos junto d'Ele, o adoremos e vamos oferecer de presente a nossa liberdade, a nossa inteligência, e o nosso amor.

Comentários