Mais de 300 câmeras do Centro de Operações não estão funcionando

Destas, 215 foram concedidas pelo governo federal à prefeitura antes da Olimpíada de 2016, mas sem que houvesse um contrato de manutenção

Por PAULO CAPPELLI

Atualmente, cerca de 315 câmeras do Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR) não estão funcionando. Destas, 215 foram concedidas pelo governo federal à prefeitura antes da Olimpíada de 2016, mas sem que houvesse um contrato de manutenção. O COR conta hoje com aproximadamente 800 câmeras.

Para solucionar o problema, a prefeitura estuda a manutenção do equipamento e também a aquisição de mais de 20 câmeras que produzem imagens em 360 graus. A licitação para estas máquinas será feita pela CET-Rio, e a expectativa é que elas sejam instaladas em movimentados pontos da cidade no primeiro trimestre de 2019.

Segue

"A gente vai cooperar com a Segurança. E, em um segundo momento, as imagens dessas câmeras de 360 graus também serão disponibilizadas aos internautas, que poderão acessá-las em tempo real", diz Paulo Messina (PRB), secretário da Casa Civil.

Polarização

A polarização entre Jair Bolsonaro (PSL) e PT, de proporções tão grandes, é usada pelo clã para impulsionar a candidatura de Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidenciável, ao Senado. Ontem, ao lado de Flávio, Jair deu a explicação, em vídeo na internet, para se votar no filho: "Se ele perder, quem vai entrar é o Lindbergh Farias (PT). Já imaginou?"

Não chamou Meirelles

O deputado estadual Rafael Picciani (MDB), que decidiu não disputar a reeleição, divulgou sua 'colinha' eleitoral no Instagram. Nela, exibiu os números de seus candidatos à Assembleia Legislativa, à Câmara dos Deputados, ao Senado e ao governo do Rio. Para a Presidência, deixou a critério do eleitor. E olha que o seu partido, o MDB, tem como candidato oficial Henrique Meirelles.

Cargos extintos

O governador Pezão (MDB) extinguiu 279 cargos efetivos (de concursados) que estavam vagos na administração estadual (como, por exemplo, de servidores que se aposentaram). A medida foi publicada em forma de decreto, como a Constituição permite, no Diário Oficial de anteontem. Em sua justificativa, alegou que foi orientado pelo Conselho de Supervisão do Conselho de Recuperação Fiscal.

É regra

Todas as prefeituras do estado que ainda não possuem procuradorias jurídicas terão que estruturá-las. A determinação é de Marcelo Verdini Maia, conselheiro substituto do Tribunal de Contas do Estado. Ele atendeu ao pleito da Associação Nacional de Procuradores Municipais.

Segue

As prefeituras terão seis meses para se adequar à decisão do TCE. Atualmente, 25% dos municípios do Rio não possuem qualquer procurador com vínculo efetivo. Dado que o tribunal classifica como "alarmante".

Mudança

O Arco Metropolitano passa, a partir de hoje, a ser patrulhado pela Polícia Rodoviária Federal. Antes, a tarefa cabia à PM.

Viva a democracia!

A Coluna fala diariamente sobre política e espera ter contribuído ao menos um pouco para que você tenha se informado mais sobre as propostas dos candidatos e os bastidores desta eleição. Que neste dia especial exerçamos a nossa cidadania e votemos com consciência.

Comentários