Saiba quais são os estágios que pagam mais

Os melhores segmentos para quem está começando

Por FRANCISCO ALVES FILHO

ESTAGIARIO
ESTAGIARIO -

O Núcleo Brasileiro de Estágio (Nube) fez uma pesquisa que revela quais são as áreas onde os estagiários têm as melhores remunerações. O levantamento foi feito entre 10 de outubro e 15 de dezembro de 2017, com 25.434 estagiários de todo o Brasil. Veja se a carreira profissional que você escolheu ou pensa em seguir está entre estas opções. (Leia: As 20 empresas que pagam melhor a estagiários)

De acordo com o trabalho do Nube, o estagiário de Agronomia recebe o maior auxílio entre os de Nível Superior: R$ 2.076,24. A lista segue com Ciências Atuariais (R$ 1.645,00), Economia (R$ 1.601,16), Ciência e Tecnologia (R$ 1.457,81) e Química (R$ 1.371,46).

No patamar de tecnólogo, a maior remuneração está com o estagiário de Banco de Dados, que ganha R$ 1.284,29. A seguir, o restante da relação: Análise e Desenvolvimento de Sistemas (R$ 1.184,33), Secretariado (R$ 1.114,78), Processos Gerenciais (R$ 1.106,55) e Redes de Computadores (R$ 1.070,66).

Para aqueles que têm o Nível Médio, a pesquisa do Nube aponta que o melhor auxílio é pago àqueles que fazem estágio de Técnico em Química, que recebe R$ 929,33. Os demais são: Técnico em Segurança do Trabalho (R$ 913,55), Técnico em Automação (R$ 862,73), Técnico em Eletroeletrônica (R$ 854,26) e Técnico em Mecânica (R$ 853,03).

Saiba quais estágios pagam mais (2)

É preciso destacar que Agronomia é líder do ranking dos estágios mais bem pagos desde 2014. De acordo com a pesquisa do Nube, o motivo é tem a ver com o peso que o agronegócio tem no Produto Interno Bruto (PIB), que resulta em criação de empregos no segmento. Além disso, o levantamento diz ocorrer uma migração natural do meio rural para a cidade. Também há pouca mão de obra especializada e o pagamento tende a aumentar para atrair talentos.

Desde 2008, os cursos de Economia, Química e Engenharia sempre estiveram no ranking.

 

Transferência para instituição pública

O Ministério da Educação estuda criar ainda este ano uma nova modalidade do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), chamada Sisu Transferência, voltada para estudantes que já cursam o Ensino Superior e querem migrar para instituição pública. O objetivo é preencher vagas deixadas por estudantes que trocaram de curso ou abandonaram o ensino superior.Pelo Censo da Educação Superior, 70 mil vagas nas universidades federais estão ociosas.

 

Pesquisadores na FGV

O Centro de Justiça e Sociedade da Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas (FGV Direito Rio) recebe, até hoje, inscrições para o processo seletivo de assistentes para a pesquisa Mapeamento da Articulação e Integração da Política de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. A seleção é voltada para profissionais com Mestrado em Direito, Ciências Sociais ou em outro campo de conhecimento afim.

 

BENEFÍCIOS DO BATENTE.

"O trabalho poupa-nos de três grandes males: tédio, vício e necessidade", Voltaire, escritor, ensaísta, deísta e filósofo iluminista francês.

Comentários