Desemprego e crise afetam orçamento

Quase 62 milhões estão sem pagar suas contas

Por O Dia

Rio - O Brasil tem 61,8 milhões de consumidores inadimplentes, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. O desemprego e a crise econômica são as situações que mais afetam o orçamento, já apertado, da maioria das famílias brasileiras. Afinal de contas, ninguém fica sem pagar suas contas porque quer. Estar inadimplente e ficar com o nome 'sujo', restringe diretamente o acesso ao crédito, desorganiza a vida financeira das famílias e afeta o Score de crédito do consumidor.

Os bancos, lojas e empresas utilizam sistemas, como a pontuação Score, para saber quais são os melhores pagadores, e aqueles que podem não pagar uma dívida, tornando mais árduo o caminho do consumidor inadimplente. Um estudo feito pelo Serasa Experian mostrou o perfil do inadimplente brasileiro: 50,9% dos homens estão com dívidas. A maioria dos devedores possui apenas uma dívida (37,3%). Mas 30,7% dos consumidores negativados possuem quatro dívidas ou mais e 19,4% dos inadimplentes têm idade entre 41 e 50 anos. Em segundo no ranking estão os jovens de 18 a 25 anos (14,9% do total).

Problemas no sinal

Estou com problema de instabilidade do sinal Oi Velox desde 23 de junho e a solução que estão me oferecendo é reduzir de 10MB para 5MB. Tenho esse plano há quase 3 anos e nunca me informaram que não conseguiriam me atender com a velocidade de 10MB. Só recebo no máximo 7MB, o que tem gerado problemas de instabilidade. Luciana Alves, Maricá - Rio de Janeiro

A Oi confirmou que após alteração de velocidade, ela está recebendo a velocidade do Velox de acordo com o contratado. Assessoria de Imprensa Oi

Perícia Detran

Quero reclamar da demora no agendamento de perícia médica no Detran. Sou portador de necessidades especiais e preciso de um carro adaptado para minha locomoção. Dei entrada no pedido de agendamento em 2 de fevereiro e até hoje estou sem respostas quanto ao agendamento da perícia. Marcelo Rodrigues, Paciência - Rio de Janeiro

Informamos que a perícia do usuário foi agendada para o dia 14 de agosto, às 13h, no posto da Gávea (Rua Rodrigo Otávio, 200). Assessoria de Imprensa Detran

Dados móveis

Quero registrar minha reclamação contra a TIM. O meu pacote de 2GB de internet adicional gratuito já não entra há dois meses. O valor da conta aumentou e não consigo obter informações da operadora sobre o motivo do aumento. Daniel Ramos, Santa Cruz - Rio de Janeiro

O Centro de Relacionamento com o Cliente TIM entrou em contato com o consumidor Daniel Ramos e lamentou o ocorrido, informando que o pacote de dados de 2GB já está funcionando normalmente. Cliente ciente de que o aumento da fatura corresponde ao fim do desconto de R$ 25 durante 12 meses. Por liberalidade, este foi reativado e incidirá nas próximas 12 faturas. Assessoria de Imprensa TIM

Tarifas bancárias

Sou servidora municipal e tenho conta no Santander. A conta era sem tarifas, sem anuidades. De repente o banco passou a cobrar uma mensalidade no valor de R$ 23. Não uso nada do banco. Antes, possuía um cartão de crédito que cancelei. Só vou usar o débito e não quero pagar esse valor que me cobram. Já falei com o banco e a atendente me disse que é impossível parar o desconto. Deolinda de Oliveira, Santa Cruz - Rio de Janeiro

O Banco Santander esclarece que realizou adequação do pacote de serviços. Assessoria de Imprensa Santander

Dúvidas frequentes - Renata Bento, especialista em criança, adulto, adolescente e família

Quando se trata de uma acusação de abuso sexual a palavra de ordem é proteção à criança. Uma acusação desta magnitude muda o rumo de um processo de guarda ou de convivência fazendo com que o judiciário se mobilize com medidas rápidas e intuito de se evitar maiores danos ao menor. Por proteção à criança se entende a necessidade de afastamento, muitas vezes, imediata do genitor acusado e o estudo psicológico e social, que é a perícia, preservando assim o infantil.

As principais questões que envolvem perícias têm como pano de fundo o desejo de afastamento total do genitor acusado pelo que acusa. Nem sempre as acusações são verdadeiras, mas sempre deixam marcas profundas na família e prejudicam o desenvolvimento emocional do menor. É um desastre emocional que destrói a infância e interfere na capacidade de relacionamento.

Alguns pais, infelizmente, movidos inconscientemente pela hostilidade da ruptura da relação podem destilar seu ódio contra o outro genitor através de uma falsa acusação de abuso sexual, o que com muita frequência ocorre, tendo que ser necessário uma minuciosa investigação para observar a realidade e fantasia.

 

Comentários