Taxa de bagagem também nos ônibus intermunicipais

Por Renata Maia

A coisa foi discreta, passou meio despercebida, mas aquela antipática taxa cobrada pelas companhias aéreas para transportar a bagagem despachada de seus clientes acaba de ser autorizada também para as empresas de ônibus intermunicipais. Publicada no Diário Oficial da União em 17 de agosto, o Decreto 9475/18, assinado pelo presidente Michel Temer, autoriza as empresas a cobrar até 0,5% do valor da passagem por cada quilo de bagagem acima da franquia. É impressionante como as más ideias se espalham rapidamente. A cobrança da taxa por bagagem despachada foi criada com o objetivo de baratear o custo das passagens aéreas, mas não foi isso que aconteceu. Encareceu tanto para quem viaja apenas com a mala de mão como para quem despacha a bagagem. Nos ônibus, a franquia de bagagem, por passageiro, é de 30 quilos. A partir de agora, quem exceder este limite será cobrado pelo excesso de bagagem transportada.

MAUS-TRATOS.

Sempre que o idoso sofrer maus-tratos, de pessoa da família ou terceiros, ele mesmo (se lúcido) ou qualquer um que tenha conhecimento da situação deve procurar a Delegacia do Idoso ou o promotor de Justiça para providências cabíveis.

Cancelamento de assinatura

A editora Abril cancelou a edição das revistas 'Arquitetura e Construção', 'Minha Casa' e 'Casa Cláudia'. Recebemos quatro cartas da editora avisando dos cancelamentos das assinaturas e oferecendo a migração de todas as revistas para a revista 'Cláudia', que não nos interessa. Optamos pela devolução do valor proporcionalmente pago. Liguei para o SAC da editora e não consigo ter o problema resolvido.

Marcos Rainho, Bofete - São Paulo

Informamos que providenciamos as devoluções proporcionais referentes as assinaturas das revistas 'Casa Claudia', 'Arquitetura e Construção' e 'Minha Casa', conforme solicitado. As devoluções dos valores serão feitas no prazo de até 10 dias úteis.

Serviço de Atendimento ao Cliente Abril

Mudança de plano

Minha reclamação é contra a operadora Vivo. Há um ano tenho o plano Vivo Controle no valor de R$ 55,90. Sem a minha autorização, eles aumentaram o valor para R$ 71,38 dizendo que agora a minha internet é 4G. Em nenhum momento me perguntaram se eu gostaria de alterar o plano.

Eliana de Amorim, Rio Comprido - Rio de Janeiro

A Vivo informa que o plano da cliente foi ajustado, conforme solicitação da mesma, e a cobrança cancelada. Em contato com a Sra. Eliana, a mesma está ciente das tratativas realizadas.

Assessoria de Imprensa Vivo

Sem internet

Minha internet estava oscilando muito na semana passada. Entrei em contato com a Oi, que orientou para desligar e ligar o modem que a internet iria voltar ao normal. Mas não foi assim. Estou sem sinal Wi-Fi e só consigo acessar a internet pelo cabo. Além disso, o sinal é inconstante e cai toda hora. Gostaria da ajuda para solucionar o problema.

Fernando Henrique Teixeira, Mesquita - Rio de Janeiro

A Oi entrou em contato com o cliente e confirmou que após a solicitação de reparo, seu Velox voltou a funcionar.

Assessoria de Imprensa Oi

Compra cancelada?

Fiz uma compra no site Submarino. O pagamento foi via boleto e a compra foi aprovada. No rastreamento do produto pelos Correios, vi que a mercadoria voltou para Curitiba com a alegação de que o endereço estava incompleto, mas os dados estavam corretos. Não consigo uma resposta do Submarino. Para piorar, a compra consta como cancelada, mas não cancelei.

Isabela Guimarães - Taquara, Rio de Janeiro

O Submarino.com providenciou o reenvio do pedido. Pedimos desculpas pelo transtorno.

Assessoria Submarino

DÚVIDAS FREQUENTES

gabriel - divulgação

Inventários e partilhas são necessários quando uma pessoa morre e há bens a serem passados para herdeiros. Esses procedimentos podem ser realizados também fora da Justiça quando não há menores envolvidos, incapazes, e nem discordâncias entre os herdeiros. A forma extrajudicial melhora o tempo de solução, reduz custos e, também, evita e previne conflitos. Mesmo quando o inventário já tiver sido iniciado, é possível, a qualquer momento, ser solicitada a desistência da via judicial, para promoção da via extrajudicial, sendo livre à escolha do tabelião de notas, de acordo com a vontade dos herdeiros.

Havendo um só herdeiro, maior e capaz, com direito à totalidade da herança, lavra-se a escritura de inventário e adjudicação dos bens. Mesmo existindo credores do espólio (os bens que a pessoa falecida deixou), esse fato não impedirá a realização do inventário e partilha, ou adjudicação, por escritura pública. A meação de companheiro(a) pode ser reconhecida na escritura pública, desde que todos os herdeiros e interessados na herança, absolutamente capazes, estejam de acordo.

Comentários