Idosos têm dificuldade para fechar o mês no azul

Com o desemprego, mais aposentados precisam ajudar no orçamento familiar, mesmo com as contas do mês já apertadas

Por O Dia

Rio - A inadimplência entre os consumidores que têm de 65 a 84 anos é a que mais cresceu, revela uma pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). Atualmente, são 5,4 milhões de pessoas com o CPF restrito nessa faixa etária. Com o desemprego, mais aposentados precisam ajudar no orçamento familiar, mesmo com as contas do mês já apertadas.

A possibilidade de pegar empréstimos para a família pode ser uma saída em um momento de crise, mas é preciso ter cuidado para garantir que contas não ficarão pendentes, especialmente as básicas. O consignado, que tem desconto direto no benefício, tem os menores juros do mercado. Esse tipo de crédito é uma opção para quem está com uma dívida com juros maiores, como a do cheque especial ou do cartão de crédito, mas também requer controle e planejamento.

Cobranças indevidas

O BMG está me deixando maluca me cobrando faturas de um cartão que eu não tenho. Estão usando meu nome indevidamente. O que eu faço? Dou parte na polícia? Já me mandaram duas faturas. Solicitei o cancelamento do cartão em meu nome junto a BMG, mas eles se negam a fazer isso.

Maria Sampaio, Campo Grande - Rio de Janeiro.

Esclarecemos que o cartão se encontra cancelado, e houve o estorno referente às compras contestadas -

Assessoria de Imprensa do Banco BMG

Filtro de água

Dia 1º de outubro foi cancelado junto ao atendimento Brastemp a locação do filtro que está em uma loja no Méier. Ficou agendada a retirada para 5/10, mas ninguém apareceu. Tentei fazer ligação para relatar o problema, mas é difícil ser atendido.

Gilmar Ribeiro Leite, Barra - RJ.

Através de contato com o consumidor no dia 16/10 foi confirmada a retirada. Lamentamos pela eventualidade ocasionada com o consumidor e reforçamos que a Brastemp investe constantemente em melhorias de processo e atendimento.

Ass. de Imprensa Brastemp.

Buracos nas ruas

Considerando que os serviços públicos também estão elencados no CDC, como obrigar uma prefeitura a tapar os buracos das ruas?

Marcílio Fontes da Costa, Nova Marília - Guapimirim.

Não há relação de consumo e sim de Direito Administrativo, sendo inaplicável o CDC. Pode-se ingressar com uma Ação de Obrigação de Fazer contra a Prefeitura na Vara de Fazenda Pública, mas toda ação do Executivo precisa estar em conformidade com a Lei Orçamentária, o que dá ampla margem à defesa da prefeitura, dado o caráter interpretativo das ações previstas na LDO, o que reduz sensivelmente as chances de sucesso de uma ação neste sentido.

Carlos Eduardo Carvalho, advogado.

Cancelamento

Fiz um pedido de cancelamento da linha telefônica na Oi, que não foi registrado pela operadora. Levei um susto quando recebi conta referente à linha cancelada. Liguei para ver se tinham cancelado e a atendente me informou que não, por isso a tal conta. Isso é um absurdo!

Francisca de Lourdes Mendes da Fonseca - Bairro Almerinda, São Gonçalo.

A Oi entrou em contato com a cliente Sra. Francisca e informou que sua solicitação de cancelamento foi executada, bem como, as faturas geradas posterior a sua solicitação canceladas.

Assessoria de Imprensa Oi.

Dúvidas frequentes - Carlos Fernando Maggiolo, advogado trabalhista

Carlos Fernando Maggiolo.jpg - divulgação

"São penalmente inimputáveis os menores de 18 anos", nas letras da Constituição. Menor de 18 anos não comete crime no Brasil, no máximo, ato infracional. Por outro lado, na mesma proporção que a escalada da violência, cresceu a sensação de insegurança e de impunidade que tomou conta do país e há muito que a vontade popular aponta para a redução da maioridade penal aos 16 anos. Atualmente, o assunto tramita no Senado Federal. Reuniram as quatro PECs que versam a respeito do tema e foi mantida a aprovação do texto da PEC 33, de autoria do Senador Aloysio Nunes - rejeitadas as outras três. Assim, de acordo com o substitutivo apresentado pelo Senador Ricardo Ferraço, adolescentes de 16 e 17 anos poderão ser julgados como adultos, quando cometerem crimes considerados graves. Além dos crimes hediondos listados na Lei nº 8.072/1990, a redução da maioridade penal seria cabível na prática de homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte e reincidência em roubo qualificado.

 

Comentários