Mamãe Dani Lins em busca do título mundial

Campeã olímpica fala sobre a dificuldade de ficar longe da filha, Lara, de cinco meses, enquanto está viajando com a Seleção, e do sonho de ser campeã no torneio no Japão

Por O Dia

A levantadora Dani Lins em ação pela seleção brasileira de vôlei
A levantadora Dani Lins em ação pela seleção brasileira de vôlei -

Após ficar fora da Liga das Nações e voltar a competir na Copa Pan-Americana, na qual o Brasil foi representado pela Seleção B, a campeã olímpica Dani Lins se prepara em Saquarema para o principal campeonato do ano: o Mundial do Japão, de 29 de setembro a 10 de outubro. A equipe brasileira persegue um título inédito, mas antes ainda disputará quatro amistosos com os Estados Unidos e o Montreux Volley Masters, na Suíça, de 4 a 9 de setembro.

"Sabemos que em anos de Mundial e de Olimpíada todo mundo se prepara. Todos os campeonatos são preparatórios para o Mundial e este ano a Liga foi difícil e vimos o tanto de renovação que as equipes estão tendo. Muita gente nova, muita gente boa. O Mundial será mais pegado ainda. É um campeonato difícil, mas não impossível. Estou bem confiante, cheguei à Seleção para treinar com as meninas e estou me sentindo bem. Vejo que as meninas estão com disposição, é um grupo bom, e isso já é um ótimo passo para começar", conta Dani, que vai jogar a próxima temporada de clubes pelo Hinode Barueri (SP).

Em Mundiais, ela tem uma prata em 2010 e um bronze em 2014. "Em 2010, lembro que foi um ano que a gente poderia ter levado. E em 2014 também. Em relação às minhas recordações, eu só trago coisas boas. Foi bom para o nosso crescimento. É o único campeonato que a Seleção feminina não tem e a gente está treinando muito forte para isso".

Na viagem à República Dominicana para a Copa Pan-Americana, a levantadora teve que ficar longe da filha, Lara, de cinco meses. Mas é só elogios aos cuidados dispensados pelo marido, o meio de rede Sidão: "Foi difícil, né, lógico. Realizei o maior sonho da minha vida que era ser mãe e ficar longe da princesa é muito difícil. Fiquei duas semanas longe e é complicado. Mas eu tenho um marido, a Lara tem um pai, que também cuida muito bem dela até como uma segunda mãe...".

Galeria de Fotos

A levantadora Dani Lins em ação pela seleção brasileira de vôlei Divulgação/Norceca
A levantadora Dani Lins, do Hinode Barueri Divulgação/Hinode Barueri