Morro do Pão de Açúcar reflorestado

Projeto capitaneado por nadador fará hoje o replantio com ajuda de voluntários que limpam as praias

Por O Dia

 projeto
projeto "Nadando pelo Planeta", criado pelo nadador Diogo Zoppi. O objetivo do atleta é incentivar ações socioambientais durante eventos esportivos e chamar a atenção da população para a poluição. Na travessia "Do Leme ao Pontal" feita recentemente, Zoppi se tornou o atleta mais jovem a nadar os 35 km do trajeto, que foi feita por apenas por 14 pessoas na história, na categoria solo e sem uso de roupa de borracha. O atleta finalizou a travessia em 10 horas e 49 minutos e com a temperatura máxima da água em cerca de 21°C. -

Rio - Aliar a prática esportiva à educação socioambiental. Esse é o objetivo do grupo 'Nadando pelo Planeta', que fará hoje reflorestamento na face leste do Morro do Pão de Açúcar. Criado em Americana, na Região Metropolitana de São Paulo, a instituição está no Rio desde a metade de agosto e já praticou ações como a limpeza do Arpoador e a travessia 'Do Leme ao Pontal', quando o nadador Diogo Zoppi, idealizador do projeto, entrou para o seleto grupo de 15 atletas que conseguiu concluir o percurso de 35 km na orla carioca.

"A iniciativa do reflorestamento no Pão de Açúcar faz parte de uma parceria com o projeto Pão de Açúcar Verde, que desde 2002 já realizou o replantio de uma área de 2,5 hectares com cerca de 6 mil mudas por lá. Achamos muito importante poder conectar o esporte com ONGs que promovem ações ambientais", explicou o nadador Diogo Zoppi. O ponto de encontro será na Praia Vermelha, na Urca, às 8h.

LEGADO AMBIENTAL

Vindo de uma família ligada à natação, Diogo conta que sua ideia é sempre deixar algum legado aos locais por onde passa com o projeto. Além disso, o 'Nadando pelo Planeta' também tem o objetivo de se fazer presente em diversos eventos esportivos pelo Brasil promovendo a conscientização ambiental.

"Já realizamos ações em São Paulo, Campinas, Americana e agora no Rio de Janeiro. Nosso objetivo é estar em muitas outras cidades, inclusive no interior", afirmou Zoppi. "Queremos reforçar a ideia do perigo ambiental que representa o uso de descartáveis, por exemplo, e levar sempre alternativas. Também fazemos palestras e queremos estar sempre em contato com os jovens. Acredito que essa é a melhor maneira de beneficiar de alguma maneira a população dos lugares por onde passamos", refletiu Diogo.

Os voluntários inscritos no replantio da face leste do Morro do Pão de Açúcar hoje, ganham desconto em corridas no aplicativo de transporte Cabify.

Do estagiário Gabriel Thomaz, sob supervisão de Angélica Fernandes

Mais de 2,2 mil bitucas de cigarro

A limpeza do Arpoador, feita pelo 'Nadando pelo Planeta' no mês passado, reuniu cerca de 150 pessoas que tiveram que colocar a mão na massa. Durante a ação, foram coletados 2.370 pedaços de isopor, 2.223 bitucas de cigarro, 715 tampinhas plásticas, 623 canudos além de outros resíduos como plásticos, calçados e latas de alumínio.

"O lixo recolhido foi entregue à Comlurb. Contudo, nossa ideia é que empresas de reciclagem possam comprar esse material e a renda seja utilizada na manutenção do projeto", afirmou o nadador Diogo Zoppi. "Em parceria com a ONG Routh, montamos uma tenda com aulas de ioga para quem se inscreveu no trabalho voluntário", acrescentou.

A limpeza da Lagoa Marapendi também estava programada para o final de semana passado. No entanto, a ação foi cancelada devido às condições climáticas.

Galeria de Fotos

projeto "Nadando pelo Planeta", criado pelo nadador Diogo Zoppi. O objetivo do atleta é incentivar ações socioambientais durante eventos esportivos e chamar a atenção da população para a poluição. Na travessia "Do Leme ao Pontal" feita recentemente, Zoppi se tornou o atleta mais jovem a nadar os 35 km do trajeto, que foi feita por apenas por 14 pessoas na história, na categoria solo e sem uso de roupa de borracha. O atleta finalizou a travessia em 10 horas e 49 minutos e com a temperatura máxima da água em cerca de 21°C. DIVULGAÇÃO
O ator Mateus Solano apoia projeto de Diogo (boné) nas praias DIVULGAÇÃO
Calçados velhos e outros plásticos foram recolhidos da praia FOTOS DE DIVULGAÇÃO
projeto "Nadando pelo Planeta", criado pelo nadador Diogo Zoppi. O objetivo do atleta é incentivar ações socioambientais durante eventos esportivos e chamar a atenção da população para a poluição. Na travessia "Do Leme ao Pontal" feita recentemente, Zoppi se tornou o atleta mais jovem a nadar os 35 km do trajeto, que foi feita por apenas por 14 pessoas na história, na categoria solo e sem uso de roupa de borracha. O atleta finalizou a travessia em 10 horas e 49 minutos e com a temperatura máxima da água em cerca de 21°C. DIVULGAÇÃO

Comentários