Paulo Barros diz que enredo sobre Senna será 'pautado na emoção e na alegria'

Unidos da Tijuca lança enredo de 2014 com a presença de Viviane Senna no barracão

Por O Dia

Rio - O dia foi de comemoração dupla no barracão da Unidos da Tijuca. No dia do aniversário do carnavalesco Paulo Barros, que completou 51 anos, a escola lançou oficialmente o enredo do Carnaval 2014, que vai exaltar a trajetória de Ayrton Senna. O título é "Acerela, Tijuca".

Com direito à presença de Viviane Senna, irmão do piloto e presidente do instituto que leva o nome da família, a agremiação promoveu um almoço no barracão da Cidade do Samba para celebrar o início da parceria com a instituição. O objetivo, como bem definiu Paulo Barros, será "levar duas estrelas ao pódio: Senna e a Unidos da Tijuca".

Paulo Barros%2C Viviane Senna e Horta%3A parceria para enredo da Unidos da Tijuca sobre o pilotoRafael Arantes / Agência O Dia


Recebida pelo presidente Fernando Horta, Viviane chegou cedo e aproveitou para conhecer um pouco da história da escola. A empresária passeou por três andares do barracão e se deslumbrou com tudo o que via pela frente. Ao lado de mais dois representantes do instituto, a irmã de Senna se mostrava ansiosa para o momento mais esperado do dia: o encontro com Paulo
Barros. 

Os dois tiveram uma conversa informal por cerca de 20 minutos, sob os olhares atentos da imprensa, dos representantes do instituto e de Fernando Horta.

'Enredo não é biográfico', revela Paulo Barros

Feliz com a proposta, Paulo Barros não escondeu a expectativa pelo início do trabalho e fez questão de ressaltar as possibilidades de incontáveis ideias para o próximo Carnaval. O carnavalesco revelou ainda que cada encontro com a irmã de Senna poderá acabar gerando surpresas para a Sapucaí.

Paulo Barros e Viviane Senna tiveram o primeiro encontro no barracão da TijucaRafael Arantes / Agência O Dia


"É o nosso primeiro encontro, o contato inicial. Sei que qualquer informação que eu precisar a Viviane estará pronta para me ajudar, mas ainda não existem ideias. Este primeiro papo pode virar uma. Na vida, cada um tem passagens que podem ser surpreendentes, e porque não virar um carro alegórico (risos), disse.

Outro fato comentado pelo carnavalesco é a maneira como o enredo deve se desenrolar. Questionado sobre a possibilidade de retratar a vida pessoal de Ayrton, ele foi enfático ao descartar tais chances e reforçar o desejo de retratar a figura popular do piloto.

"Será um grande desafio. Neste ano, mais brando por conta da figura do Ayrton e tenho certeza que as coisas vão fluir com muito mais naturalidade. Será mais apetitoso de se concluir. Mas o enredo não é biográfico. Ele é pautado na emoção, na alegria, na história do Ayrton herói, do mito. É pautado no prazer. Até porque se formos contar toda a história do Ayrton em seis carros alegóricos, precisaríamos de mais quatro agremiações para relatar tudo", disse Paulo Barros, que ainda reforçou o fato de não existir nenhuma personalidade convidada até o momento para o
desfile.

"Por enquanto não fizemos convite para ninguém. Se for necessário, sentarei com o presidente Horta e vamos fazer como deve ser feito. Se for no sentido de abrilhantar o enredo faremos com o maior prazer, mas não de maneira gratuita, apenas por convidar. Nossa única certeza é que
buscaremos levar duas estrelas ao pódio: Unidos da Tijuca e Ayrton Senna", projetou.

Viviane: 'Tenho certeza que será um momento inesquecível'

Em êxtase com a oportunidade, Viviane não tinha reação mais clara a não  
ser a de deslumbre com cada detalhe. Bastante feliz com a homenagem ao irmão, a presidente do instituto chegou a relembrar um momento marcante do piloto no Carnaval e projetar um espetáculo de primeira linha para contar a história do ícone do automobilismo brasileiro.

"Olha, é uma super honra, alegria. Tenho certeza que será um momento inesquecível. Lembro que o Ayrton chegou a desfilar uma vez, não me lembro em qual escola, e sim do jeito desengonçado para a dança. Tenho a certeza de que ele iria adorar a homenagem, assim como sei que a equipe que aqui está é a melhor possível para fazer um Carnaval de alto nível para falar
sobre ele", disse Viviane, que fez questão de descartar qualquer interferência no trabalho.

"Os responsáveis pelo trabalho estão aqui (Paulo Barros e Fernando Horta), eu não entendo sobre isso, eles são os especialistas. Mas imagino que será um espetáculo para retratar esse lado heroico do Ayrton, não tenho dúvidas que vai ser uma ocasião espetacular. Será uma coisa incrível sobre o Ayrton, ele não conquistou somente os nossos corações, e sim pelo mundo
inteiro. Tem um diferencial, algo que vem de dentro, vem do coração", ressaltou.

Paulo Barros ganhou presente da irmã de Ayrton SennaRafael Arantes / Agência O Dia


Presidente comemora parceria

Quando o foco se voltou para as questões mais administrativas, foi a vez de Fernando Horta ter a palavra. Comentando diversos tópicos sobre a preparação da Unidos da Tijuca, o presidente explicou o surgimento da ideia da parceria com o Instituto Ayrton Senna e também o fundamento de ter selado a união com a instituição. Segundo Horta, não será pelo lado financeiro que a junção ocorreu.

"Por incrível que pareça, também sou um grande apaixonado por automobilismo e sou corredor também. Sempre acompanhei o Ayrton, assistia as corridas. Esta era uma vontade minha que isso acontecesse. Conversei com o Paulo e quando aprovou a ideia, procurei a Viviane e tudo encaminhou de uma maneira positiva. A parceria com o instituto é pelo lado cultural, não pelas questões financeiras. Mas é lógico que espero que possam nos ajudar na apresentação à parcerias que eles possuem contato", comentou Horta, que também confirmou a apresentação dos reforços tijucanos ainda para este mês.

"A festa deles será no dia 25, na nossa quadra. Lá eles serão apresentados de maneira oficial", concluiu.

Últimas de Carnaval