Concurso escolhe cantor da Beija-Flor

Escolas de samba anunciam novidades visando o desfile do Carnaval de 2019

Por O Dia

Neguinho da Beija-Flor, um dos mais antigos intérpretes da Avenida, fará dobradinha ano que vem
Neguinho da Beija-Flor, um dos mais antigos intérpretes da Avenida, fará dobradinha ano que vem -

Rio - A seis meses do Carnaval, as escolas de samba estão a pleno vapor para dar vida aos enredos que serão apresentados na Sapucaí no ano que vem. Pela primeira vez, a Beija-Flor vai promover um concurso para escolher um cantor de apoio. O felizardo vai dividir o carro de som da escola com Neguinho da Beija-Flor, intérprete mais antigo da folia carioca e um dos mais premiados.

A agremiação da Baixada Fluminense começará as audições na quadra na segunda-feira, a partir das 20h. Para participar, o candidato deve ter entre 18 e 30 anos, apresentar identidade e comprovante de residência. Não há inscrição prévia. A quadra da escola fica na rua Pracinha Wallace Paes Leme 1.025, em Nilópolis.

O enredo de 2019 vai celebrar os 70 anos da Beija-Flor com 'Quem não viu, vai ver... As fábulas do Beija-Flor'. Neste ano, a agremiação foi a grande campeã do Grupo Especial.

Já a tijucana Acadêmicos do Salgueiro escolheu na quarta-feira seu novo casal de mestre-sala e porta-bandeira: os irmãos Jackeline e Vinicius Pessanha. O casal vai substituir Marcella Alves e Sidclei, depois de Marcella ter sido dispensada por estar grávida. Com isso, seu par pediu para sair da agremiação Vermelha e Branca. Os irmãos serão apresentados amanhã.

A escola, que desfilará com o enredo do orixá Xangô, passa por um imbróglio judicial na definição da presidência. Na quarta, a Justiça decidiu que o candidato André Vaz, da chapa de oposição, não tem direito de tomar posse como presidente. A sentença não destituiu, entretanto, a atual presidente Regina Celi, que está em seu quarto mandato, apesar do parecer de maio do Tribunal de Justiça que a definiu inelegível.

Enquanto isso, a Portela, que vai levar para Avenida um enredo sobre Clara Nunes, já pensa no futuro da agremiação. A bisneta da portelense Vilma Nascimento, Clarice Nascimento, de apenas 10 anos, está fazendo aulas de porta-bandeira no projeto social Madureira Toca, Canta e Dança.

O projeto portelense também tem vagas abertas para o público, e mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3217-1604.

Madureira ganha roteiro

Como canta Arlindo Cruz em 'Meu Lugar', Madureira tem uma ginga em cada andar. Reduto de três tradicionais escolas de samba, Portela, Império Serrano e Tradição, o bairro ganha hoje um roteiro turístico.

O estudo, realizado pelo Sebrae-RJ, também mostra dados da infraestrutura e serviços. O lançamento será na quadra da Portela, a partir das 9h30, com shows.

E o que não falta em Madureira são atrativos para todos os gostos: vão das compras no Mercadão ao Baile Charme e a Feira das Yabás, sem esquecer do Pagode da Tia Doca e da Casa do Jongo.

Para 75% dos moradores, a visitação do bairro foi indicada. Já 95% das agências de turismo aprovaram a ideia de um roteiro turístico, com muito samba e 87,5% acreditam que Madureira é o 'berço do samba'.

Comentários

Últimas de Carnaval