MC Marcelly mostra seu lado sensual no clipe ‘Bum Bum Bum’

Funkeira diz que marido pega no pé para ela se manter no peso ideal

Por O Dia

Marcelly na tal cadeira suspensa em forma de bolha%3A peruca preta%2C top e tatuagens cobertas Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Rio - Sentada por mais de uma hora numa cadeira suspensa em forma de bolha, MC Marcelly (de top, peruca preta lisa e com as tatuagens cobertas por maquiagem) canta, mostra o bumbum, faz caras e bocas e, ao lado de um grupo de seis dançarinas, revela seu lado sensual no novo clipe, ‘Bum Bum Bum’, com lançamento previsto para o fim de agosto em seu canal do YouTube. A gravação tomou um dia inteiro da cantora e de uma equipe numerosa, em três andares da boate Boiler, no Centro do Rio.

A mudança de estilo, menos voltada para a molecagem de ‘Bigode Grosso’ e mostrando mais a mulher por trás da funkeira, já havia aparecido no vídeo de ‘Essa é a Hora’. Dessa vez, Marcelly diz se sentir muito mais bonita e sensual. “No começo, eu era uma menina, e não tinha muitas vaidades. Tinha 66 kg e 1m61. Só que o funk passou a exigir mais da gente. Eu passei a fazer aula de canto, dança, a querer me sentir mais bonita no palco. Antes, era só eu e um DJ no palco! Eu fazia show sem nem usar maquiagem. Hoje, estou gostando de ousar”, conta a funkeira.

Aos 24 anos, casada e ainda sem filhos, Marcelly chegou aos 58 kg após reeducação alimentar e exercícios (pelo menos três vezes por semana). Fez também cirurgia para diminuir as bochechas. O marido e empresário Frank Cavalcante dá força para a transformação e, conta Marcelly, pega no pé dela. “Passo a semana inteira comendo alface e se ele me vê comendo uma colher de arroz, já me cobra. Se eu me descuido, já abro a geladeira e ataco um potão de sorvete”, brinca.

No clipe, dirigido por Isabelle Lopes, Marcelly interpreta dois personagens: a tal moça morena do top e da peruca lisa (e das lentes azuis) e uma outra mulher de peruca loura. E aparece também como ela mesma, com tatuagens — a tal maquiagem que cobre os desenhos, por sinal, deu certo trabalho durante as filmagens, manchando o top de Marcelly e exigindo cortes e retoques.

“A ideia é fantasiar, mostrar que você pode ser quem você quiser. E você pode ser bonita de qualquer jeito: loura, morena, magra, gordinha... Não tem que seguir os padrões que as pessoas colocam”, diz a cantora. A autora do funk feminista ‘Não Se Brinca Com Mulher’ vem acompanhando os Jogos Olímpicos e está adorando o desempenho das mulheres nos esportes. Especialmente no caso do futebol olímpico feminino.
“Ih, concordo com todos os memes que saíram no Facebook. Vi um que dizia ‘futebol masculino: muita mídia e pouco futebol; futebol feminino: pouca mídia e muito futebol’. As meninas estão arrasando. Na seleção masculina tá faltando garra”, conta Marcelly, que jogou handebol nos tempos de escola e adora esportes.

Além do canto e da dança, Marcelly está fazendo aula de inglês. Estaria a cantora de olho numa carreira internacional, assim como Anitta? “Não, eu penso mais é numa carreira nacional mesmo, nos fãs daqui do Brasil. Mas podem surgir shows fora do país. E é sempre bom aprender coisas novas”, diz Marcelly.

Últimas de Celebridades