Desejo por renovação

Por *Aventuras Maternas

Gil Bastos criou sua empresa Kaza Asa após o crescimento da filha  - coluna Aventuras Maternas
Gil Bastos criou sua empresa Kaza Asa após o crescimento da filha - coluna Aventuras Maternas -

Rio - A maternidade é uma realização para a maioria das mulheres. Entretanto, quando os filhos chegam, alguns projetos ficam para trás. Mas nunca é tarde para recomeçar. Que tal, então, aproveitar o novo ano para apostar em algo que deseja? A seguir, três histórias inspiradoras de mulheres que se reinventaram.

Gil Bastos, dona da Kaza Asa, conta que apostar em um sonho pessoal após ter filhos, mais do que uma necessidade, foi uma consequência, quase um novo nascimento. "Tive um final de gravidez complicado, internada em um hospital antes e depois do parto da minha filha. Assim, tive um tempo para pensar muito no que valia ou não a pena", conta ela, que antes de ter a filha e lançar sua marca, tinha uma bem-sucedida carreira como executiva de marketing. Para ela, a maternidade não foi uma interrupção, mas uma pausa para um começo mais alinhado a ela mesma.

Outra trajetória inspiradora é a da fisioterapeuta Thais Lopes, que voltou a trabalhar e estudar após 6 anos em casa cuidando dos filhos. Depois de um primeiro parto complicado, ela, que era autônoma, resolveu ficar com a filha em casa e dar um tempo na profissão. Mas logo veio o segundo filho e voltar ao mercado ficou ainda mais difícil. "Em 2015, voltei a trabalhar com poucos atendimentos domiciliares. E em 2017, meu marido fez uma surpresa e me matriculou em uma especialização que sempre quis. Hoje, sou estudante, mãe, dona de casa, esposa, fisioterapeuta, mulher e crossfitter", comenta.

Já a jornalista Roberta Ferpin, que comanda o programa 'Desafios da Maternidade e Paternidade', no Youtube, sempre gostou de telejornais e chegou a trabalhar nessa área. Mas quando a filha nasceu, resolveu parar um tempo. Porém, com a menina maior, percebeu que era a hora de investir no que sempre sonhou. "Gravei o piloto do programa com a Malu Mader e decidi dar continuidade", conta. "A gente tem que conciliar os sonhos com o papel de mãe. Com jeitinho, podemos nos realizar tanto pessoalmente quanto profissionalmente", finaliza. E a coluna deseja um 2019 repleto de renovações!

Comentários

Últimas de DMulher