Economia

Meirelles: Ainda não há decisão sobre necessidade de aumentar impostos

Ministro disse que não é possível fazer previsão sobre os recursos decorrentes do novo projeto de repatriação de valores aprovado pelo Senado

Rio - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou ontem, em Brasília, que ainda não há decisão sobre a necessidade de aumentar impostos. Na próxima quarta-feira será divulgado o relatório bimestral de receitas e despesas com uma previsão de contingenciamento que poderá ser diminuída caso haja um aumento de impostos.

Neste documento, a equipe econômica pretende listar quais tributos acha viável subir para evitar um corte grande demais nas despesas. A declaração de Meirelles foi dada na Escola de Administração Fazendária (Esaf), onde o ministro despachou pela manhã porque o Ministério da Fazenda foi invadido por movimentos sociais que protestaram ontem contra a Reforma da Previdência enviada pelo governo Temer ao Congresso.

Meirelles disse, ainda, que não é possível fazer previsão sobre os recursos decorrentes do novo projeto de repatriação de valores aprovado ontem pelo Senado. O projeto segue para sanção do presidente Temer.

O ministro da Fazenda disse, no entanto, que a previsão inicial é de que R$ 10 bilhões sejam distribuídos entre a União, estados e municípios. A estimativa preliminar é de que a União fique com R$ 7 bilhões.

O plenário do Senado aprovou projeto de lei que reabre o prazo para a regularização de ativos não declarados enviados ao exterior, a chamada repatriação. O texto foi aprovado sem alterações em relação ao enviado pela Câmara e, com isso, a proibição de que parentes de políticos possam aderir ao programa fica mantida.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie