Trabalhadores do comércio do Rio terão reajuste salarial

Convenções Coletivas celebradas entre a Fecomércio e o sindicato garantem reajuste de até 3%, além de aumento no valor da refeição

Por O Dia

Rio - Trabalhadores do comércio da capital fluminense terão reajuste salarial, segundo o acordo assinado nesta quinta-feira entre a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio) e o Sindicato dos Empregados do Comércio do Rio (SECRJ). No encontro, foi definido as convenções coletivas de trabalho  para o setor durante o período de 2018/2019.

De acordo com a Fecomércio, o convênio garante aos empregados do comércio reajuste de 2,2% segundo a faixa salarial, e aumenta o piso salarial em 3%, para R$ 1.185,00, ambos acima da inflação de 1,69% (INPC/ABGE) nos 12 meses anteriores à data base. As convenções abrangem cerca de 300 mil trabalhadores do comércio do município do Rio. 

Também foi reajustado o valor da vale refeição para quem trabalha aos sábados, domingos e feriados, nas empresas que não ofereçam alimentação. Neste caso, o benefício ao empregado passa de R$ 18 para R$ 22.

A convenção foi celebrada depois de um período de negociações, capitaneado pela Fecomércio RJ, que criou uma comissão com representantes dos sindicatos patronais filiados.

“O acordo buscou a melhor negociação possível para atender tanto os interesses da atividade econômica, quanto aos pleitos do sindicato que representa os empregados do comércio junto ao empresariado, estabelecendo obrigações e direitos que devem ser respeitados por ambos os lados”, destacou o presidente da Fecomércio, Antonio Florêncio de Queiroz Júnior.

Últimas de Economia