Empregos & Negocios

Especialistas apontam profissões do ano

Profissões que envolvam internet, agronegócio e idosos estão em alta

Rio - Os profissionais da geração X são tidos como especialistas em assuntos específicos, mas não têm a necessidade de buscar informações em outras áreas. Esse cenário mudou. Além da ampliação de vagas que exijam troca de experiências de áreas diferentes, também aumenta a demanda por profissões que envolvam o mundo digital, a população idosa e a preocupação com o meio ambiente, em crescimento no país.

A constatação faz parte de um estudo feito pela CEO Leiza Oliveira, da rede Minds Idiomas, que elaborou um ranking das cinco carreiras mais cobiçadas em 2017. “Estamos falando de nichos que envolvem toda a sociedade: tecnologia, aumento da população idosa, preocupação com o meio ambiente e com uma alimentação saudável”, comentou, em entrevista por e-mail.

Profissões que envolvam internet, agronegócio e idosos estão em alta Divulgação

Segundo a especialista, o estudo também é apontado como tendência no mercado de trabalho para os próximos cinco anos. “Há uma crescente de agências especializadas em marketing digital, consultores financeiros e procura pelo curso de Gerontologia”.

São profissões com boa remuneração, que pode variar de R$ 5 mil a R$ 15 mil no Brasil. As vagas que exigem conhecimento tecnológico estão nas grandes cidades, com maior concentração no Rio e em São Paulo. As profissões que visam o atendimento à terceira idade estão distribuídos, também, por cidades de pequeno e médio porte.
Confira!

ANALISTA DE BI

Essa nova geração de trabalhadores já nasce online. Logo, ter um profissional que consiga ‘ler’ dados, quantificá-los e entender o comportamento do consumo é o diferencial de muitas empresas. O analista de Business Inteligent (BI), além de ter que dominar a matemática, precisa falar inglês. Assim como o gerente de SEO, o salário desse profissional varia de R$ 8 mil a R$ 10 mil.

GERENTE DE SEO

Supervisiona atividades da área de Search Engine Optimization (SEO) para garantir que a arquitetura de navegação, estrutura de links, código HTML e conteúdo de páginas do site gerem primeiras posições de busca da internet. São cada vez mais procurados pelas empresas, principalmente por agências de marketing digital. Precisam falar inglês, pois conteúdos e plataformas são nesse idioma. Salário varia de R$ 8 mil a R$ 10 mil.

AGROECÓLOGO

O agronegócio é um dos ramos mais importantes do PIB brasileiro, representando 20% da receita. A profissão possibilita unir o aprendizado na sustentabilidade e aplicá-lo na indústria do campo. O profissional precisa conversar com o entorno da indústria rural, pensando no aspecto social. O salário varia de R$ 7,5 mil a R$ 15 mil.

GERONTÓLOGO

No Brasil, há mais de 22 milhões de idosos. A estimativa do IBGE é que esse número triplique em 20 anos, já que as pessoas estão vivendo mais. Logo, há perspectivas na área. Existem poucas universidades gratuitas de Gerontologia, mas a concorrência não é tão acirrada quanto Medicina e Enfermagem. Recebe entre R$ 9 mil e R$ 15 mil.

CONSELHEIRO DE APOSENTADORIA

Em meio a medidas governamentais em torno da Previdência, cresce
o número de pessoas interessadas em planejar a aposentadoria. O profissional precisa entender do mercado financeiro e aplicações. Recebe de R$ 5 mil a R$ 10 mil.


Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie