Empregos & Negocios

Crise econômica não chega ao altar

Segundo Associação Brasileira de Eventos, volume de negócios chegou a R$ 17 bilhões em 2016

Rio - Mesmo em tempos de crise econômica, os gastos com festas e celebrações continuam em alta. Só no ano passado, o volume de negócios atingiu cerca de R$ 17 bilhões no país, segundo dados da Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta). No fim de 2015, o IBGE registrou aumento de 5,9% no número de casamentos no Rio. No Brasil, foram 1.106.440 uniões — mais da metade delas ocorreu no eixo Rio-São Paulo.

Edição do Expo Noivas & Festas no Riocentro movimentou R$ 30 milhões em negócios no mês passado, R$ 2 milhões a mais do que em 2016 Divulgação

É nessa região que acontece a Expo Noivas & Festas, uma das principais feiras do setor. No evento do Riocentro, entre 20 e 23 de abril, foram gerados R$ 30 milhões em negócios — R$ 2 milhões a mais em comparação ao ano passado. Em 2015, a movimentação financeira foi de R$ 26 milhões, segundo dados da organização.

Para José Luiz de Carvalho César, presidente da Goal Promoções, empresa que organiza a Expo Noivas & Festas, o empreendedor tem sido responsável por alavancar os lucros. “Eles apareceram com força no setor, em atividades como fotografia, produção de bolos, lembranças, convites artesanais e dezenas de outros itens. Ao contratar freelancers para ajudar na realização desses serviços, eles estão mantendo os negócios aquecidos”, argumenta.

Criatividade e gestão

Mas, para se manter no mercado, é preciso ter criatividade e gestão profissional. “Contas a pagar, contas a receber, documentação... Enfim, tudo deve estar em ordem administrativamente. Ao mesmo tempo, é necessário observar o comportamento dos clientes para investir em novos produtos de sucesso. As redes sociais contribuem para isso”, argumenta Ricardo Dias, presidente da Abrafesta.

Outra saída de boa parte do empresários tem sido estabelecer parcerias. A empresa Michelle Criativa oferece cupons de desconto das lojas associadas quando fecha um pacote para assessorar a noiva em todas as etapas do casamento. Os descontos podem incluir um ateliê com serviços do estilista para confeccionar o vestido ou até uma agência de turismo para a lua de mel.

Setor envolve pelo menos 36 áreas

Da confecção do vestido de noiva à lua de mel, o casamento envolve uma lista de pelo menos 16 serviços oferecidos ao casal, expandindo o leque de ofertas de trabalho a profissionais de todos os tipos. Um levantamento feito pela Expo Noivas & Festas constatou que essa diversidade garante emprego a profissionais de pelo menos 36 áreas.

O setor envolve profissionais de diversas áreas. Antes do casamento, é preciso definir serviços essenciais para a aparência dos noivos, como vestuário, cabelo e maquiagem, spa, calçados e joalheiro, para a confecção das alianças. Também é importante ter os convites, para anunciar a festa.

Para captar as emoções do evento, é essencial contratar fotógrafos e cinegrafistas. Músicos, DJs, profissionais de Gastronomia e um ambiente criado por decoradores compõem o cenário. Aliás, o próprio espaço da festa movimenta um mercado onde há demanda.

E ainda há aluguel de carro, lembrancinhas feitas por artesãos e até uma lua de mel planejada com a ajuda de agentes de turismo, conforme o estudo. Criada em 1994, a Expo Noivas & Festas já contabiliza 88 edições, sediadas no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em 23 anos, mais de 8 mil expositores compareceram ao evento, movimentando cerca de R$ 500 milhões em negócios fechados.

Dicas

Renata Leão, consultora e assessora de eventos, dá orientações importantes. Na hora de elaborar a lista de convidados, é importante levar em consideração que nem todos vão comparecer à cerimônia. Também é preciso criar um ‘check list’ semanal, com tarefas a serem resolvidas, como pedir orçamentos aos fornecedores.

Para escolher o local, é importante verificar a melhor relação custo-benefício, levando em consideração os pacotes que envolvem a locação. A especialista também enfatiza a importância de fazer as degustações de tudo que será oferecido no casamento. Nem sempre o mais barato é vantajoso. Buscar indicação de profissionais conhecidos no mercado. Também é importante priorizar a contratação de serviços que dependam da presença do profissional. É o caso de fotógrafos e doceiros.

A especialista reforça a importância de criar uma planilha financeira, com orçamentos de todos os tipos de serviço. Ela recomenda que o casal entre em férias uma semana ou mais antes da data marcada para o casamento. Com isso, terão mais tempo para resolver os últimos detalhes do evento, evitando imprevistos de última hora.

É a contratação mais importante do evento, porque vai fazer a cerimônia acontecer do jeito que os noivos desejam. Os noivos devem curtir a festa. Precisam entender que aquele dia será marcante em suas vidas. Por isso, pendências da festa devem ser resolvidas antes.

Reportagem de Bernardo Costa

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie