Educação

Estudantes reclamam de falhas no sistema de inscrição do Enem 2017

Lentidão, ausência de campos e período de inatividade são alguns dos problemas mencionados pelos candidatos

Reclamação sobre o novo valor do Enem inundou redes sociais Reprodução Internet

Rio - Poucas horas após iniciar o prazo de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM 2017) — às 8h da manhã desta segunda-feira — estudantes já relatavam mau funcionamento do site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) o que imposibilitava a finalização do cadastro.

Muitos usuários relataram lentidão durante todo o processo. Quando o travamento acontece, é necessário preencher todos os campos novamente, segundo um dos estudantes.

"O meu esta dando problema aqui, até no login. E quando eu finalmente consegui acessar o questionário, mesmo estando conectado, fui desconectado por 'inatividade'", reclamou um candidato.

Outro motivo de muitas reclamações é o valor de R$ 82 para inscrição no exame. "Gente do céu, fiz a inscrição, mas desisti de fazer a prova, porque eu não vou ter 82,00 pra pagar", lamentou uma usuária.

Com o início do processo antecipado em duas hroas, o último balanço do órgão publicado às 15h já registra mais de 300 mil candidatos. As inscrições para a realização do exame vão até às 23h59 do dia 19 de maio e a taxa pode ser paga até o dia 24. Este ano, as provas serão nos dias 5 e 12 de novembro.

Em nota, o Inep informou que o sistema de inscrição não registrou nenhuma instabilidade no primeiro dia de inscrições.  Entretanto, o órgão confirmou ter recebido reclamações de usuários que relataram instabildiade. Uma sugestão, segundo o portal, para que o candidato consiga realizar o processo é limpar o cache e atualizar o navegador. 

Na hora da inscrição, os candidatos devem informar telefones fixo ou celular, além de e-mails, para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possa entrar em contato com o participante. Os dados devem estar atualizados.

O estudante também terá que criar uma senha de, no mínimo, seis e, no máximo, dez caracteres. Essa senha deve ser guardada, pois o candidato precisará dela até o ano que vem seja para conferir o resultado do exame ou para participar de processos seletivos que utilizam as notas das provas, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie