Radialista esportivo Jorge Nunes morre aos 63 anos

Torcedor do Vasco, o comentarista também trabalhou no jornal 'O Povo'

Por O Dia

Jorge Nunes tinha 63 anosReprodução Internet

Rio - O jornalismo esportivo está de luto. Morreu nesta sexta, aos 63 anos, vítima de complicações decorrentes de uma tuberculose, o radialista Jorge Nunes, no hospital da Unimed-Rio, na Barra da Tijuca. Apaixonado pelo Vasco, ele era comentarista da Rádio Tupi (programas Giro Esportivo, Show de Bola e Show da Manhã) e do canal de televisão CNT (programa Balanço Esportivo).

Nascido no bairro do Sampaio, na Zona Norte do Rio, Jorge Nunes aliava o trabalho na Light (1969 a 1990) com a paixão pelo rádio. Atuava na Mauá e na Tropical quando entrou na Tupi como comentarista.

Reconhecido pelo sorriso fácil e tiradas das mais engraçadas, também era muito polêmico. Famoso como o ‘comentarista do povo’, Jorge Nunes usava expressões populares, como “Inês é morta” e “casa da mãe Joana”.

Últimas de Esporte