Washington Rodrigues: Jogo limpo, jogo sujo

O árbitro de Flu x Defensor poderia acrescentar dez ou 12 minutos e ainda ficaria devendo

Por O Dia

Marcelo Oliveira, técnico do Fluminense
Marcelo Oliveira, técnico do Fluminense -

Rio - Na vitória do Fluminense sobre a equipe do Defensor por 2 a 0, o grande adversário do Tricolor foi a cera dos uruguaios, que optaram por se defender e matar o tempo de bola rolando. O árbitro poderia acrescentar dez ou 12 minutos e ainda ficaria devendo. Sou contra essa invenção que apelidaram de fair play. Se um jogador se lesiona, o árbitro deve interromper o jogo, autorizar o atendimento e reiniciá-lo com bola ao chão para disputa entre dois adversários, como manda a regra. Inventaram que é bonito botar a bola para fora, na volta devolvê-la ao adversário e, imaginando priorizar o jogo limpo, abriram as portas para o jogo sujo. A irritação dos jogadores do Fluminense por pouco não teve sérias consequências. O habitualmente calmo Marcelo Oliveira (foto) teve que atuar para conter seus jogadores e evitar expulsões. Tudo poderia ser diferente se o árbitro argentino German Delfino fizesse cumprir as regras da maneira como foram redigidas.

OBERVAÇÕES E CONCLUSÕES

Treinador da seleção brasileira, Tite segue acompanhando os jogos nos estádios e ainda divide a sua equipe de assessores para que nada escape aos olhos da comissão técnica. Isso é bom e faz parte do seu trabalho. O problema são as conclusões. Eles anotam tudo, filmam, fotografam, pedem uma série de dados aos membros das comissões técnicas dos clubes, montam um bom acervo com informações preciosas, vão para a sede da CBF, passam tudo a limpo e depois convocam Talisca, Willian José, Taison & Cia.

PEDALADAS

O Vasco tem uma difícil missão neste domingo. O time de São Januário vai encarar o São Paulo embalado no Morumbi e tentar vencer para se manter longe da zona de degola do Campeonato Brasileiro.

Atrás da moita, os torcedores do Flamengo vão acompanhar tudo.

A Internazionale de Milão abre o cofre para tirar o croata Modric do Real Madrid, e o cara quer ir.

Cuca assumiu questionando a quantidade de estrangeiros no Santos. Tem razão.

BOLA DENTRO

Na vitória do Fluminense por 2 a 0 sobre o Defensor pela Sul-Americana, o gol olímpico feito pelo Sornoza foi espetacular. A bola fez uma curva e entrou na gaveta oposta. Show!

BOLA FORA

A Copa América de 2019 terá 12 seleções. As dez equipes sul-americanas e mais Japão e Catar. Quer dizer, um deles, Japão ou Catar, poderá até se sagrar campeão da América. Vale isso?

 

Comentários

Últimas de A Palinha Do Apolinho