A Palinha do Apolinho: Vencer ou vencer

Por

O técnico Marcelo Oliveira vive um momento de enorme pressão no Brasileiro: sete jogos sem balançar a rede
O técnico Marcelo Oliveira vive um momento de enorme pressão no Brasileiro: sete jogos sem balançar a rede -

Rio - Já são sete jogos consecutivos sem vitória, mais de onze horas sem fazer um golzinho e será com essa estatística terrível que o Fluminense vai a campo nesta quinta à noite, no Maracanã, para tentar eliminar o Atlético-PR e conseguir uma vaga na final da Copa Sul-Americana. A tarefa se torna mais difícil porque entra perdendo por 2 a 0, resultado de Curitiba a favor do Furacão, e, para quem enfrenta esse incômodo jejum, ganhar por três gols de diferença parece impossível. O que o técnico Marcelo Oliveira terá que passar aos jogadores é que estatísticas não entram em campo, que cada jogo tem a sua própria história e que caberá a eles desfazer esse feitiço. O maior problema do Fluminense nem é a seca de gols, é a qualidade do adversário. O Atlético-PR cresceu muito da metade do ano para cá, tornou-se uma equipe bem estruturada, compacta e objetiva, tanto que saiu da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro para brigar na parte de cima da tabela.

 

PEDALADAS

Será aberta na próxima segunda-feira a chamada temporada do 'Mira', tipo Flamengo mira em Messi, Vasco mira em Cristiano Ronaldo, Fluminense mira em Cavani, Botafogo mira em Suárez. Mirar é mole, o problema é acertar.

Presa em Buenos Aires, a mãe que escondeu sinalizadores na barriga da filha, de 6 anos, para entrar no estádio na decisão entre River e Boca, foi condenada a dois anos e oito meses, mas ficará livre para prestar serviços comunitários.

BOLA fora

O Fluminense fecha o ano no vermelho e com dívidas cada vez mais gordas com funcionários, jogadores e fornecedores. O ano termina projetando mais dificuldades.

BOLA DENTRO

Lisca Doido e Rogerio Ceni fizeram excelente trabalho em beneficio do futebol cearense, que terá seus dois representantes Ceará e Fortaleza na Primeira Divisão em 2019.

DESESPERO DOS TIMES NA DEGOLA

Clubes que ainda brigam para escapar do Forno Crematório que leva às profundezas da Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro estão muito aflitos: Sport, com 39 pontos (10 vitórias); América, com 40 pontos (10 vitórias); Chapecoense, com 41 pontos (10 vitórias); Vasco, com 42 pontos (10 vitórias) e Fluminense, com 42 pontos (11 vitórias). Desses cinco, dois queimarão junto com Vitória e Paraná, já rebaixados à Série B na temporada de 2019. Serão dias dos mais intensos até que a rodada de domingo feche as cortinas dando fim ao longo espetáculo do Campeonato Brasileiro.

Comentários

Últimas de A Palinha Do Apolinho