Barbieri lamenta derrota no Maracanã: 'Sentimento de frustração'

Flamengo foi vencido pelo Cruzeiro por 2 a 0 em partida válida pelas oitavas de final da Libertadores

Por O Dia

Flamengo foi derrotado por 2 a 0 pelo Cruzeiro no Maracanã
Flamengo foi derrotado por 2 a 0 pelo Cruzeiro no Maracanã -

Rio - O Flamengo foi derrotado pelo Cruzeiro na noite desta quarta-feira por 2 a 0, no Maracanã, na primeira partida das oitavas de final. Em coletiva, o técnico Maurício Barbieri afirmou que estudou com a equipe a jogada que ocasionou o primeiro gol do time mineiro e que o sentimento após o fracasso em casa é de frustração.

"Tivemos boas chances no primeiro tempo e, na etapa final, tínhamos dois bons homens no ataque, que eram o Uribe e o Lincoln. O Vitinho também teve uma boa chance no fim. Levamos gol muito cedo em uma jogada que havíamos estudado. Não conseguimos tirar eles da zona de conforto, criamos boas chances, não fomos eficientes e tomamos um gol no fim. O resultado é ruim, o sentimento de todos é de frustração. Não conseguimos imprimir o jogo que sabemos que podemos fazer. Erramos demais. Entendemos a frustração da torcida. Precisamos virar a página, pois temos mais decisões pela frente", disse o técnico.

Questionado acerca do número de cruzamentos do Rubro-negro, Barbieri contou que a intenção era levar vantagem, mas não pela bola aérea, que é uma das qualidades do Cruzeiro.

"Em relação ao número de cruzamentos, várias coisas contribuem. O cruzeiro se fecha muito no corredor central e teríamos que explorar as laterais do campo. A ideia era levar vantagem por ali, mas não pela bola aérea, onde eles são muito fortes", afirmou o treinador.

Insatisfeito, o técnico responsabilizou ainda a falta de paciência do time e a ansiedade pelo resultado. 

"Acabamos deixando a ansiedade tomar conta do jogo, tentamos definir tudo muito rápido, não tivemos paciência. Tivemos oportunidades, mas não foi uma noite feliz em relação às conclusões. Conseguimos criar um bom número de chances, o Cruzeiro, apesar de ser uma ótima equipe, não é imbatível. Temos condições de enfrentar essa missão quando voltarmos a pensar em Libertadores. Coletivamente não conseguimos fazer um bom confronto. Em uma partida desse tamanho, temos que aproveitar as oportunidades. Conversamos muito no vestiário, estamos insatisfeitos com o nosso rendimento hoje. Agora é olhar para frente, continuar trabalhando sem jogar tudo que fizemos até aqui fora", analisou Barbieri.

O comandante do Flamengo confirmou que a ausência de Paquetá não foi fator determinante para o resultado, visto que em outros momentos também não pôde contar com o camisa 11 e não houve queda de rendimento da equipe em campo.

"Em outros momentos da temporada, não tivemos o Diego e o Paquetá e conseguimos manter o nível. Não podemos reduzir o problema a um jogador ou outro", assegurou.

O meia Diego admitiu a atuação fraca e desorganização do Flamengo e, assim como Barbieri, disse estar decepcionado com o resultado.

"Acho que fizemos um jogo desorganizado e fora daquilo que planejamos. Muita correria e pouca eficiência. Eles tiveram chances e fizeram. Faz diferença", disse Diego.

"Sem dúvida nenhuma (um jogo) decepcionante dentro daquilo que queremos para essa temporada, mas não está acabado. Vamos seguir na luta e tentar buscar a virada", completou.

O Flamengo volta a treinar na tarde desta quinta-feira no Ninho do Urubu e entra em campo no próximo domingo, para enfrentar o Cruzeiro novamente, mas pelo Campeonato Brasileiro.