Flamengo abre o cofre e vai atrás de reforços para a temporada de 2019

Bruno Henrique e Keno no radar do Rubro-Negro

Por O Dia

Há dois anos no Santos, Bruno Henrique não fez uma boa temporada, prejudicado por lesões e contusões
Há dois anos no Santos, Bruno Henrique não fez uma boa temporada, prejudicado por lesões e contusões -

Rio - Ainda em clima de indefinição política devido às eleições de sábado, o Flamengo está monitorando o atacante Bruno Henrique, do Santos. O Rubro-Negro fez uma consulta recente sobre a situação do jogador de 27 anos, que se destacou no clube paulista em 2017. Neste ano, no entanto, sua temporada foi bem abaixo: o atacante teve grave lesão no olho direito, além de um problema muscular na coxa esquerda e uma contusão no quadril. Outros dois nomes no radar do Rubro-Negro são os do atacante Keno e o do meia Rodriguinho, ambos do Pyramids, do Egito.

A tarefa não será das mais fáceis para contar com Bruno Henrique, que ainda tem mais dois anos de contrato com o Santos e alta multa rescisória. O jogador também está na mira do Cruzeiro. Bruno Henrique chegou ao Peixe em janeiro de 2017, quando foi contratado ao Wolfsburg, da Alemanha.

Na terça-feira à noite, em jogo beneficente na Vila Belmiro, Bruno Henrique negou a informação do presidente do Santos, José Carlos Peres, de que sete clubes tinham interesse em contar com ele.

"Existem clubes de dentro e fora do Brasil, mas não estou preocupado agora em pensar no futuro. Meu futuro é no Santos. Deixo para meu empresário. Não existe isso de sete clubes. Existem clubes atrás, mas não são sete. Tenho contrato e quero permanecer".

Em relação a Keno, ex-Palmeiras, as negociações também não devem ser simples. O dono do clube, Turki al-Sheikh, anunciou a retirada de investimentos do futebol. Mas o Flamengo vai enfrentar a concorrência de outros clubes do Brasil e do exterior. Com Rodriguinho, as negociações seriam mais fáceis, porque o jogador, ex-Corinthians, quer voltar ao Brasil.

Enquanto o Flamengo está de olho em Bruno Henrique, o Santos tem interesse no meia Diego, cujo contrato com o Rubro-Negro vai até julho de 2019. Porém, qualquer desfecho só será possível na próxima semana, depois das eleições de sábado.

Com a indefinição política, o Flamengo acaba perdendo tempo no mercado, já que não se sabe ainda quem vai comandar o clube nos próximos três anos. Outra pendência é em relação ao treinador em 2019: Abel Braga, que também interessa a Santos e Vasco, é o mais cotado.

Com quatro candidatos disputando a presidência do clube Rodolfo Landim, Ricardo Lomba, Marcelo Vargas e José Carlos Peruano , será a primeira vez que as eleições no Flamengo serão realizadas no fim de semana.

Galeria de Fotos

Há dois anos no Santos, Bruno Henrique não fez uma boa temporada, prejudicado por lesões e contusões Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC
Bruno Henrique, atacante do Santos DIVULGAÇÃO SANTOS

Comentários