Em visita ao Flu, ex-presidente da Lusa pede desculpas por ter feito acusações

Ilídio Lico deixou o cargo da Portuguesa no começo de 2015

Por O Dia

Rio - Ex-presidente da Portuguesa em 2014, Ilídio Lico, esteve nas Laranjeiras, nesta terça-feira, para pedir desculpas ao Fluminense pela declaração dita por ele neste ano que o Tricolor teria participado de um suposto esquema relacionado a escalação de Heverton, no Brasileirão de 2013, que acabou levando a Lusa a ser punida pelo STJD, salvando deste modo, o Fluminense do rebaixamento na Série B.

Ilídio Lico pediu desculpas por acusações ao FluminenseDivulgação

"Pedi desculpas ao Peter. Nunca tive o prazer de ter conversado antes com ele. Queria dizer que falei uma bobagem. Não tinha nexo nenhum o que eu falei. Quem errou foi a Portuguesa, a diretoria anterior. O Fluminense aproveitou apenas o regulamento, só isso. Não tem mais nada. Não houve irregularidade do Fluminense. Tinha almoçado, tomei um vinho... Aí eu falei com uma pessoa e nunca pensei que ela publicaria aquilo. Me deu um branco e eu falei. Já tinha pedido o telefone do presidente para fazer o que eu to fazendo hoje. Agradeço muito o presidente por ter me recebido, por ter dito que ia tirar a queixa contra mim", afirmou.

Ilídio assumiu a Portuguesa, em 2014, na temporada seguinte ao rebaixamento da Portuguesa. Em 2013, quando o time paulistano caiu, o mandatário era Manuel da Lupa. Em junho, em entrevista ao "Diário de São Paulo", Lico disse que o caso havia sido premeditado. O ex-presidente citou suposto pagamento de propina por parte da Unimed sob conhecimento do Tricolor para que o jogador tivesse sido escalado. Ele também disse acreditar que o atleta não teria participado do esquema. Segundo ele, no entanto, não haveriam "provas concretas" para a acusação. A fonte de Ilídio Lico seria um senador, cujo nome não citou. Dias após as declarações, ele se afirmou ter sido "mal interpretado".

Em março deste ano, antes do rebaixamento da Portuguesa no Paulistão, Ilídio renunciou ao cargo de presidente. Em 2014, a Lusa já tinha sido rebaixada para a Série C do Brasileiro.