Fluminense

Fluminense empata com Inter, chega a 10 jogos sem vencer e rebaixa Colorado

Fluminense abriu o placar com Douglas e viu Ferrareis empatar no fim

Rio - A partida entre Fluminense e Internacional trazia promessa de tensão do início ao fim, por conta da luta do clube gaúcho contra o rebaixamento. O Inter precisava vencer, além de torcer por resultados ruins de Sport ou Vitória para não cair pela primeira vez em sua história. O empate em 1 a 1 não foi suficiente e o Colorado acabou rebaixado.

Wellington perdeu duas boas oportunidades, uma em cada tempo Mailson Santana / Fluminense F.C. / Divulgação

Na primeira etapa, os visitantes até pressionaram e tiveram a primeira boa oportunidade, mas Valdívia desperdiçou com finalização ruim. Depois, o Flu tomou as rédeas da partida e dominou durante todo o primeiro tempo, com boas chances nos pés de Scarpa e Wellington. No fim, pênalti duvidoso para o Tricolor e Richarlison pediu a bola para bater. Na cobrança, Danilo Fernandes apareceu bem e fez grande defesa para manter o zero no placar.

Na volta do intervalo, o Fluminense teve grande chance com Wellington, mas o camisa 11 bateu mal e não conseguiu dar força nem direção à bola, tentando encobrir o goleiro colorado. O Inter assustou depois de bate-rebate dentro da área, mas Marcos Felipe fez defesa em dois tempos. Aos 27, Douglas aproveitou oportunidade, arriscou de longe e abriu o placar, depois de desvio na zaga.

Com o resultado, o Internacional está rebaixado para a Série B do Brasileirão, pela primeira vez em sua história. Com a vitória do Sport, o clube precisava ter vencido o Fluminense, além de tirar a vantagem no saldo de gols do Vitória para evitar a queda. O Tricolor termina o campeonato na 13ª colocação, garantindo vaga na Sul-Americana. Os colorados ainda vivem a expectativa da decisão do STJD no caso 'Victor Ramos', que poderia rebaixar o Vitória.

O JOGO

Precisando da vitória e de uma combinação de resultados, o Internacional iniciou com uma escalação ofensiva, com Alex na lateral esquerda, Anderson na armação e Vitinho e Nico López formando a dupla de ataque. O nervosismo, contudo, era evidente. A equipe pouco conseguia trocar passes. E o Fluminense, apesar de já ter dado férias a alguns titulares, dominou todo o primeiro tempo.

A primeira boa chance veio aos 13 minutos, quando Gustavo Scarpa recebeu na entrada da área e bateu rasteiro, exigindo boa defesa de Danilo Fernandes. O meia, aliás, era o destaque do jogo. Pouco depois, da intermediária, ele bateu falta com perigo - a bola saiu raspando a trave. E, aos 35, após bom cruzamento do armador, Wellington recebeu dentro da área e chutou por cima.

O Internacional, por sua vez, seguia encurralado. Lisca chegou a inverter a posição de Alex - Anderson foi para a lateral -, mas a alteração não surtiu qualquer efeito. O que já era difícil ficou ainda pior quando, após rápido contra-ataque, Henrique Dourado cruzou e Alex cometeu pênalti em Richarlison. Na cobrança, o próprio atacante bateu rasteiro e Danilo Fernandes fez grande defesa, renovando as esperanças para o segundo tempo

Mas o panorama pouco mudou na etapa final. Sem padrão tático, com um time confuso e dependente das individualidades, o Internacional se mantinha apático e não conseguia criar, apesar da necessidade indispensável da vitória. Já o Fluminense seguia melhor e quase abriu o placar logo aos dois minutos. Após passe de Scarpa, Wellington recebeu sozinho, saiu frente a frente com Danilo Fernandes e tentou um toque por cobertura. A bola, contudo, saiu fraca e sem direção.

Aos dez minutos do segundo tempo, a situação se tornou ainda mais dramática. O Sport fez 1 a 0 sobre o Figueirense, resultado que rebaixava o Internacional independentemente do resultado no Giulite Coutinho. Sem força, o time gaúcho apenas observava o Fluminense jogar. Aos 14, sozinho, Richarlison recebeu dentro da área e desperdiçou outra boa chance.

Somente aos 17 o Internacional chegou com perigo. Após cobrança de falta, Ernando aproveitou rebote e bateu fraco, no meio do gol. Era pouco. Lisca ainda colocou Andrigo e Gustavo Ferrareis - respectivamente nos lugares de Alex e Valdívia -, mas o abatimento e a falta de inspiração prosseguiam.

O rebaixamento se consolidava minuto a minuto. O time gaúcho até buscou ampliar o ímpeto ofensivo. A pressão, porém, pouco surtia efeito. Perdido, o time em campo parecia o retrato de sua desastrada diretoria. Até que aos 27, lacrando o inevitável, Douglas recebeu passe da entrada da área, bateu colocado e abriu o placar ao Fluminense. Ferrareis ainda descontou aos 42 para o Inter, mas o gol em nada mudou o panorama.

À torcida colorada, atônita e aos prantos, restou apenas aguardar o apito final. E, assim, em meio ao cenário desolador, na mesma semana em que seu rival Grêmio sagrou-se campeão da Copa do Brasil, o Internacional foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 1 INTERNACIONAL

FLUMINENSE - Júlio César (Marcos Felipe); Wellington Silva, Ygor Nogueira, Henrique e William Matheus; Edson, Douglas e Gustavo Scarpa; Wellington, Richarlison (Marcos Junior) e Henrique Dourado (Pedro). Técnico: Marcão.

INTERNACIONAL - Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Alex (Andrigo); Anselmo, Rodrigo Dourado, Anderson e Valdívia (Gustavo Ferrareis); Vitinho (Ariel) e Nico López. Técnico: Lisca.

GOLS - Douglas, aos 27, e Gustavo Ferrareis, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcos Junior (Fluminense); Alex (Internacional).

RENDA - R$ 73.400,00.

PÚBLICO - 3.377 pagantes (3.847 presentes).

ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (Fifa/SC).

LOCAL - Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ).

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie