Fluminense

Fluminense tem mais um ano para ser esquecido

Se ficar para 2018, Abel terá muito trabalho para reconquistar a torcida, situação semelhante à que viveu no começo de 2017

Rio - Quando foi contratado, Abel Braga tinha a missão de recuperar a confiança da torcida no Fluminense e chegou avisando que seu time precisaria ter alma. Como torcedor, ele estava incomodado com o fim do Brasileiro de 2016 e as dez rodadas sem vencer. Mas, após quase um ano e muitas decepções, o treinador precisará remar tudo de novo na tentativa de reconquistar os tricolores.

Abel conversa com os jogadores do fluminense Nelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

Apesar de não chegar nem perto do jejum do ano passado, o Fluminense atual terminará a temporada do mesmo jeito: vaiado e sem passar nenhum otimismo ao torcedor para 2018. Não é para menos, levando-se em consideração que o Brasileiro de 2017 será pior do que o de 2016.

Mesmo ainda faltando uma rodada para o fim, a campanha atual (46 pontos e 11 vitórias) não alcançará a do ano passado (50 pontos e 13 vitórias). Para piorar, a atuação na derrota para o Sport, na última partida no Maracanã, não ajudou a melhorar a imagem diante da torcida, que vaiou muito o time e pediu por reforços.

Com isso, todo o trabalho de reconstrução feito no início da temporada, com um time mostrando muita vontade nos jogos, fazendo gols e chegando à final do Carioca, foi praticamente descartado no segundo semestre. A boa imagem conquistada com a torcida voltou a ser apenas desconfiança e irritação.

"Terminamos pior do que ano passado. Os dez últimos jogos não foram bons (em 2016), mas no sábado foi ruim demais. Temos que rever muita coisa de forma interna, coisas em relação a grupo. Alguns caminhos que seguimos precisam ser mudados", admitiu Abelão.

OREJUELA NÃO DEVE FICAR

A imprensa equatoriana divulgou que a LDU quer Orejuela. Ele já havia despertado o interesse do Barcelona de Guayaquil. Em baixa no Fluminense por causa de problemas de comportamento e má fase, a tendência é que o volante equatoriano seja negociado e não fique no clube.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie