Lula comenta ausência na abertura da Olimpíada: 'Esqueceram de mim'

Ex-presidente ainda voltou a deixar em aberto sua candidatura para eleições de 2018 e disse que vai crescer como um pokémon

Por O Dia

Rio - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou na noite desta segunda-feira que sente que foi "esquecido" dos Jogos Olímpicos do Rio e que o evento só chegou ao Brasil graças a ele. "Na abertura me senti como no filme 'Esqueceram de Mim' e me dei conta que não haveria Jogos Olímpicos se não fosse por mim", afirmou o petista em um encontro organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) em comemoração aos 10 anos da Lei Maria da Penha, em Santo André, no ABC Paulista.

Mesmo mencionando o clássico filme dos anos 90 — difícil quem não lembre do personagem de Macauly Culkin deixado em casa pela família que vai passar o Natal em Paris — Lula disse que não lamenta a falta do convite: "Rei posto é rei morto, tenho consciência disso".

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que foi esquecido dos Jogos Olímpicos Divulgação

A escolha do Rio como sede olímpica aconteceu em 2009 em Copenhague, durante o segundo mandato do ex-presidente, enquanto sua organização foi administrada pela presidente afastada, Dilma Rousseff.

A própria Dilma comentou recentemente que se sentia como "mãe das Olimpíadas" e considerava Lula como o "pai" do maior evento esportivo do mundo.

A abertura do evento, no entanto, foi anunciada pelo presidente interino Michel Temer, que desde o último dia 12 de maio substitui Dilma, afastada de seu cargo pelo Senado que no próximo dia 25 julgará seu processo de impeachment.

Corrupção e 'pokémon'

O ex-presidente voltou a deixar em aberto sua eventual candidatura para as eleições de 2018 e se mostrou convencido de que o PT recuperará o poder nos próximos pleitos presidenciais.

"Que se preparem. Quanto mais ódio, quanto mais mentira, mais vou crescer. Daqui a pouco estou como um Pokémon", ironizou o ex-presidente, que é réu em processo de "obstrução à Justiça".

Lula esteve presente ao ato junto com sua mulher, Marisa Letícia, que foi homenageada durante um evento sindical que enalteceu a Lei Maria da Penha, que entrou em vigor há dez anos, durante o primeiro mandato do ex-presidente.

Últimas de _legado_Olimpíada