Vasco

Eurico reclama da imprensa: 'Por que não falam dos problemas do Flamengo?'

Dirigente afirmou que o futebol do Vasco é criticado por questão política

Rio - Dois das após a vitória sobre o Avaí, em São Januário, o presidente do Vasco, Eurico Miranda cancelou a entrevista coletiva de Martín Silva, na Colina, e resolveu falar. Em pauta, as críticas as manifestações da torcida vascaína que tem vaiado muito o dirigente nas partidas em casa. O mandatário criticou a abordagem da imprensa sobre os acontecimentos e sugeriu que vem sendo vítima de 'perseguição política'. A Rede Globo foi o principal alvo das suas críticas.

Eurico Miranda afirmou que recebe críticas políticas Paulo Fernandes/Vasco.com.br

"Vim falar para tentar colocar os pontos nos "is". Há uma campanha para tentar desestabilizar. Não a mim. Ao futebol. Com todas as dificuldades que encontramos, nós estamos desenvolvendo alguma coisa, um trabalho que tem dado os resultados que esperávamos. O que justifica termos no início de uma partida, no apagão, ver aquela manifestação de "fora Eurico". Em vez de falar de futebol, da sexta colocação... Dizem que retiraram uma placa do conselho fiscal. Primeiro, que não tem direito. Qual é o interesse em publicar isso? Sempre na véspera de jogos. Qual a verdadeira intenção?", afirmou.

O presidente do Vasco concentrou as duas críticas na Globo. Eurico falou sobre a diferença nos valores das cotas de televisão entre os clubes brasileiros.

"Tenho que me reportar a um processo antigo. Eu denunciei lá atrás que eles (Globo) foram os responsáveis em permitir que acontecesse também. Fizeram um processo de espanholização do futebol brasileiro quando fizeram uma distorção. E quem o fez? Globo. Distorceu de tal forma que um clube arrecada muito mais que outro. Escolheram dois: Corinthians e Flamengo. Deram um distanciamento em relação aos outros que, na verdade... É só fazer as contas. Esse distanciamento do que a TV paga de um para outro já seria difícil, ainda mais quando se encontra o clube numa situação mais difícil ainda", lamentou.

Na opinião do mandatário, os problemas dos outros clubes do Rio de Janeiro não são tão abordados quanto os do Vasco. Eurico chegou a citar o maior rival para fazer a sua comparação.

"Não fazem a mesma coisa com os problemas do Flamengo lá (Ilha do Urubu). Por que será? Mas fazem em relação ao Vasco. Para desestabilizar a mim? Não. Claramente ao futebol. Estou fazendo isso como um pedido, mas não tenho problema para confrontar isso."

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie