Vasco

Ramon agradece Milton Mendes e prevê evolução do Vasco no Brasileiro

O lateral-esquerdo disse que o ex-treinador reuniu os jogadores no vestiário para agradecer e desejar boa sorte no restante do ano

Rio - Focado no clássico contra o Fluminense, os jogadores do Vasco que jogaram contra o Bahia fizeram um trabalho especial no CAPRES e os demais que não jogaram foram a campo treinar sob o comando de Valdir Bigode. Ao término das atividades, Ramon concedeu entrevista coletiva e falou sobre Milton Mendes. O jogador revelou que o hoje ex-treinador cruzmaltino se reuniu com o grupo no vestiário principal de São Januário antes do treinamento e agradeceu pelo período que ficou no clube e desejou sorte no restante do Campeonato Brasileiro.

Ramon fala sobre saída de Milton Paulo Fernandes/Vasco.com.br

" Somos cobrados por resultados e foram cinco jogos sem vitória. Ontem (segunda-feira) aqui, o presidente e o Milton informaram que chegaram a um acordo e fizeram o que era melhor para o Vasco. O nosso presidente não é de fazer isso e optou por isso é porque enxerga que será melhor para o clube. Nós jogadores temos que olhar para frente e pensar no futuro. O Milton foi um cara que me abriu as portas, que me defendeu, deu confiança e me colocou para jogar. Só tenho a agradecê-lo por tudo que fez por mim. Nosso grupo não comemorou a saída, tanto é que ele esteve aqui hoje para se despedir de todos nós. Foi uma conversa muito boa e ele saiu em paz.", afirmou Ramon.

Após derrota para o Bahia, o Vasco chegou ao quinto jogo sem vitória no Brasileirão e está na primeira posição fora da zona de rebaixamento. A ausência de vitórias é algo que vem incomodando o grupo. Para Ramon, o Cruzmaltino possui um elenco qualificado e irá voltar a vencer. O clube da Colina vai enfrentar o Fluminense, neste sábado, no Maracanã.

"No primeiro turno, o Vasco fez um excelente campeonato. Às vezes ocorrem um período de instabilidade e as coisas não acontecem da forma que todos desejam. O resultado influencia muito e alguma coisa tem que mudar. É mais fácil trocar um ou 30? Apesar disso, é importante deixar claro que nós, os atletas, também precisamos assumir a nossa responsabilidade e mudar de atitude dentro de campo. Estamos passando por um momento de transição, mas em clássico não tem favorito. Queremos vencer o próximo jogo para ter mais tranquilidade nas duas semanas que o campeonato irá ficar parado", declarou o jogador.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie