Vasco

Vasco é notificado e terá que mudar decisão da eleição até quarta-feira

Justiça determinou que ata do pleito seja refeita e Julio Brant seja declarado vencedor; clube tem 15 dias para recorrer

Rio - O Vasco da Gama foi notificado, nesta sexta-feira, da decisão liminar, ou seja, provisória, que determina a suspensão dos efeitos dos votos depositados na urna 7 nas eleições presidenciais do clube. A urna está sub judice por suspeitas de irregularidades com um grupo de sócios.

Julio Brant teve o apoio dos ídolos vascaínos Felipe e Pedrinho Reprodução/Facebook

Agora, o Cruzmaltino tem até quarta-feira para cumprir a decisão e dar prosseguimento ao rito eleitoral, lavrando uma nova ata e desconsiderando o documento anterior, proclamando a vitória do candidato de oposição Julio Brant. A determinação é da juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cívil do Estado do Rio de Janeiro.

Sem os votos da urna 7, Brant, da chapa "Sempre Vasco Livre", venceu a eleição com 1.935 votos contra 1.683 do atual mandatário, Eurico Miranda, da chapa "Reconstruindo o Vasco". O Vasco, entretanto, em 15 dias para apresentar a defesa.

Caso não haja cumprimento da decisão liminar no prazo, Eurico Miranda e Itamar de Carvalho, presidente da Assembleia Geral, poderão receber multas pessoais de até R$ 50 mil. 

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie