Mundo & Ciência

Investigação sobre suposto estupro de fundador da Wikileaks é encerrada

Após seis meses, investigação contra Julian Assange chega ao fim

Suécia - A promotoria pública da Suécia anunciou nesta sexta que decidiu encerrar uma investigação sobre estupro envolvendo o fundador do site WikiLeaks, Julian Assange.

Investigação sobre suposto estupro de Assange foi encerrado Arquivo / Agência Brasil

A decisão veio cerca de seis meses depois de Assange ter sido interrogado por promotores suecos na embaixada do Equador em Londres, por ter supostamente estuprado uma mulher durante visita à Suécia em 2010.

Assange nega a alegação de estupro e não chegou a ser formalmente acusado.

O Equador concedeu asilo a Assange em 2012 e o fundador de WikiLeaks tem vivido na embaixada do país em Londres desde então

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie