Com pressão alta, José Dirceu passa a tarde em hospital

Médicos suspeitaram que dor de cabeça forte poderia ser consequência de AVC

Por O Dia

Brasília - O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi submetido na tarde de ontem a uma bateria de exames numa clínica de Brasília, depois de passar mal em casa e sofrer um pico de pressão. Hipertenso, ele se queixava de forte dor de cabeça, e os médicos suspeitaram de um AVC.

José Dirceu voltou para sua casa depois de fazer exames na clínicaAgência Brasil

No início da noite, a assessoria de imprensa do ex-ministro divulgou nota informando que ele passava bem e já tinha voltado para casa. No texto, a assessoria explica que ele já tivera um quadro de hipertensão na segunda-feira e fora submetido a uma ressonância magnética que constatou uma “mínima ectasia do espaço liquórico bifrontal”, que poderia ser resultado de hematoma.

Na nota, a assessoria alega que os exames de ontem, inclusive uma nova ressonância, tiveram o objetivo de “medir a evolução do quadro clínico” do ex-ministro. Mas não informou o resultado dos procedimentos.
O advogado de José Dirceu, José Luis de Oliveira Lima, confirmou, no entanto, que ele passou mal e, por isso, foi levado para a clínica. “Ele sentiu-se mal e foi levado para fazer exames”, afirmou José Luís Lima.

Pessoas próximas ao ex-ministro informaram que ele registrou esta semana outros episódios de alteração na pressão e disseram acreditar que o quadro se deve à tensão que vem enfrentando. Em prisão domiciliar após passar 11 meses e 20 dias na penitenciária por ser condenado no processo do mensalão, José Dirceu passou a ser investigado na Operação Lava Jato.

Na semana passada, a Justiça Federal divulgou que identificou pagamentos de R$ 3,8 milhões à empresa de consultoria do ex-ministro feitos por empreiteiras investigadas pelo esquema de desvio de recursos da Petrobrás e pagamento de propina a diretores e funcionários da estatal e a políticos.

Últimas de _legado_Brasil