Estudantes da Coreia do Norte deverão ter o mesmo corte de cabelo de Kim Jong-Un

Ditador norte-coreano estabeleceu nova medida há duas semanas. As mulheres ainda podem escolher entre 18 opções de cortes

Por O Dia

Coreia do Norte - Os universitários norte-coreanos, especialmente homens, serão obrigados a cortar seus cabelos com o mesmo corte do líder do país, Kim Jong-Un. Antes, os cidadãos podiam escolher entre 28 tipos de corte, sendo 18 para as mulheres e 10 para os homens, porém há duas semanas atrás, as opções dos estudantes homens foi reduzida à apenas uma.

Segundo a rede BBC, que citou um jornal coreano, os coreanos não ficaram satisfeitos com a decisão. Um cidadão que vivia na capital do país, Pyongyang, mas que agora vive na China, disse que o estilo de cabelo do líder da Coreia do Norte não é popular por lembrar o "estilo dos contrabandistas chineses". De acordo com a BBC, não há a confirmação de que a medida seria estendida a todos os homens da Coreia do Norte. As mulheres ainda terão as 18 opções de cortes para escolher.

Kim Jong-Un Reuters

De acordo com o portal Want China Time, o governo norte-coreano estabeleceu no ano passado 28 cortes de cabelo que seus cidadãos poderiam adotar, justificando que os cortes "afastavam os cidadãos dos perigos corruptores do capitalismo". Os estilos de corte também variavam de acordo com a idade e status de relacionamento da pessoa. Nenhum dos cortes recomendados ultrapassa o ombro (para as mulheres) e as orelhas (para os homens). As mulheres solteiras devem optar por cortes mais simples e retos, para que seja fácil diferenciá-las das casadas.

O governo da Coreia do Norte é conhecido por extremo culto ao seus líderes.O governo do jovem ditador Kim Jong-Un, filho do falecido líder Kim Jong-il, é conhecido por ser rígido e representar uma possível ameaça nuclear. No final do ano passado, seu tio Jang Song-thaek, foi executado por dissidência e traição. Kim Jong-il ainda teria mandado matar toda a família do seu tio, que de acordo com um jornal chinês, foi comido vivo por cães.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência