Suspeito é morto depois de esfaquear cão policial

Agentes fizeram vigília em hospital veterinário. Cachorro que servia há quatro anos foi enterrado com honrarias

Por O Dia

Cão policial Aren morreu esfaqueado Divulgação

Estados Unidos - Um cão da polícia da Pensilvânia, nos Estados Unidos, morreu esfaqueado neste domingo após ajudar um agente em operação na rua. O policial tentava aplicar uma multa a um jovem que o ameaçou com uma faca e correu. O suspeito foi baleado após atacar o animal.

De acordo com a corporação ao "New York Daily News", o cão Aren, de 5 anos, foi acionado após o agente não conseguir usar uma arma de choque no homem por causa da espessura de seu casaco.

Brian Kelly Jr. bebia na rua, no estado isso é proibido, acompanhado de seu pai. Segundo o Sargento Brian O'Malley, ele desferiu golpes no pastor-alemão diversas vezes. O'Malley trabalhava com o cão há quatro anos.

O corpo de Aren foi carregado por quatro oficiais, coberto com a bandeira norte-americana e saudado pela corporação.

"É uma coisa horrível. Ele era um membro da família policial", disse o chefe da polícia, Matt Porter.

Ainda não se sabe qual agente abriu fogo contra o suspeito depois que o mesmo esfaqueou Aren e o caso é investigado.

Corpo do cão Aren foi levado com honrarias por agentes da polícia da Pensilvânia Reprodução TV / CBS


Últimas de _legado_Mundo e Ciência