Sem subsídio, metrô vai custar R$ 3,70 até no Bilhete Único

Usuário do cartão terá aumento de 15%

Por O Dia

Rio - Os passageiros que pagam o metrô com o Bilhete Único terão um aumento da tarifa, dos atuais R$ 3,20 para R$ 3,70, a partir de 2 de abril. O reajuste, de 15,62%, ocorrerá porque o governo estadual vai cortar o subsídio da chamada ‘tarifa social’. Com isso, o valor da passagem passará a ser o mesmo para quem paga em dinheiro ou com o cartão.

Desde maio do ano passado, quando aconteceu o último reajuste, os usuários do cartão pagam R$ 3,20 e o estado subsidia o restante da chamada ‘tarifa modal’, que é cobrada de quem não tem o Bilhete Único e está em R$ 3,50. Na última quinta-feira, a Agetransp, agência reguladora dos transportes do estado, autorizou o reajuste da tarifa modal para R$ 3,70, a partir de 2 de abril. O aumento, de 5,71%, acompanha a variação da inflação pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), calculado pela Fundação Getúlio Vargas.

Passageiros pagarão o mesmo valor com ou sem Bilhete ÚnicoFoto de leitor

A Secretaria de Estado de Transportes informou, em nota, que a decisão de igualar a tarifa social ao valor modal “baseia-se na necessidade de redução do subsídio do governo, em face à situação fiscal que passa o estado e o país.”

O decreto que determina o aumento de R$ 0,50 na passagem para usuários do Bilhete Único foi publicado no Diário Oficial do Estado de segunda-feira. A Agetransp esclareceu que só fixa a ‘tarifa modal’, e que a social é definida pelo governo do estado. Os usuários precisam ser informados sobre o reajuste com 30 dias de antecedência pela concessionária.

Barca e trem mantêm tarifa

Os passageiros das barcas e dos trens continuarão com o benefício da tarifa social, informou a Secretaria de estado de Transportes. No dia 2 de fevereiro, a passagem da SuperVia subiu 3,12%, de R$ 3,20 para R$ 3,30, enquanto a tarifa social saltou mais de 10%, de R$ 2,90 para R$ 3,20. No dia 12, a tarifa das barcas aumentou 4,16%, indo de R$ 4,80 a R$ 5. Já a do Bilhete Único subiu 12,9%, passando de R$ 3,10 para R$ 3,50.

Últimas de Rio De Janeiro