Pezão quer acelerar processo para indenizar família de Eduardo do Alemão

O governador já havia pedido desculpas numa conversa com os pais do menino

Por O Dia

Rio - Pezão determinou que seja acelerado o processo administrativo que concederá indenização à família do menino Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, morto, no último dia 2, no Complexo do Alemão. A mãe do garoto, Terezinha Maria, diz que o tiro que matou seu filho foi disparado por um policial.

O governador já havia pedido desculpas numa conversa com os pais de Eduardo e, depois, reconhecido que a PM errara na operação. Ontem, Terezinha e o marido, José, estiveram com Pezão no Palácio Guanabara.

Rito sumário

Na conversa, os pais de Eduardo foram informados da adoção de rito sumário no processo de liberação do dinheiro.

Diploma poderoso

Presidente da Faetec, Wagner Victer quer promover evento para entregar um diploma à cantora Anitta. Há alguns anos, ela completou um curso na Fundação de Apoio à Escola Técnica, mas até hoje não foi buscar o canudo.

Caça-fantasmas

Em entrevista à Rádio Sucesso FM, de Cabo Frio, o prefeito da cidade, Alair Corrêa, teve um surto de sincericídio. Disse que, por conta da crise, não haveria mais funcionários fantasmas em sua administração.

Não muda nada

Corrêa ainda prometeu dar um giro de 360° em sua vida política. Ou ele faltou às aulas ou não quer sair de onde está. O giro é uma volta completa em torno do próprio eixo.

Vem de longe

A fama do juiz Flávio Roberto de Souza, o do caso Eike Batista, é antiga. Ele, que desviou dinheiro de processos, trabalhou há muitos anos no Tribunal de Contas do Município. Na época, foi considerado suspeito de fazer compras com o cartão de crédito de um conselheiro.

Últimas de Rio De Janeiro