Fechado há 12 dias, Zoológico do Rio deve reabrir no sábado de Carnaval

Secretaria Municipal do Meio Ambiente se comprometeu a executar reformas emergenciais exigidas pelo Ibama

Por O Dia

Rio - Fechado há 12 dias, por acusação de maus tratos contra animais e más condições de conservação e higiene, o Zoológico do Rio pode reabrir as portas ao público no sábado de Carnaval, dia 6 de fevereiro. Nesta segunda-feira, em reunião no Ministério Público Federal, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente se comprometeu a executar as reformas emergenciais exigidas pelo Ibama. O RioZoo está pagando uma multa diária de R$ 1 mil desde que foi interditado para visitas.

Na manhã desta segunda-feira, peritos da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) da Polícia Civil fizeram uma visita técnica e encontraram cerca de 160 quilos de carne estragada, pendurada por ganchos, com moscas varejeiras em volta e queijos com validade vencida e bolor. Os alimentos foram inutilizados.

Zoológico deve reabrir no sábado de CarnavalEstefan Radovicz / Agência O Dia

No ambulatório, houve apreensão de 19 frascos de medicamentos, 15 ampolas e uma caixa de comprimidos. Todos são anestésicos e pré- anestésicos e estavam sendo usados, apesar de vencidos. Também foram apreendidas quatro armas de fogo. O presidente da Fundação RioZoo, Sérgio Luiz Felipe, foi levado à delegacia para prestar depoimento e liberado.

Durante a reunião, a secretaria declarou que mantém uma força-tarefa com 100 homens da prefeitura trabalhando no local para que o Zoo reabra a tempo da folia. Antes de autorizar a reabertura da visitação, o Ibama informou que fará uma nova vistoria no local no dia 4 de fevereiro.

Entre as obras exigidas está a recuperação completa do núcleo de reprodução e do corredor da fauna. Também deverão ser realizados 50% das obras do viveirão das aves e a recuperação de 19 dos 38 recintos do extra dos mamíferos. Além das obras, o órgão exige que para normalizar o funcionamento, medidas fundamentais para garantir a qualidade de vida dos animais, como a construção de áreas de fuga e o enriquecimento ambiental, estejam implantadas de forma rotineira na gestão do parque.

O estabelecimento foi embargado pelo Ibama por condições precárias no serviço. Segundo o órgão, o local estava sucateado, os animais apresentavam maus tratos e o tratamento veterinário era irregular. O embargo foi por tempo indeterminado. Segundo o órgão ambiental, o prazo para realizar as obras está expirado desde o ano passado, quando o RioZoo foi notificado para iniciá-las até agosto. 

Filhotes de cães podem ser adotados

Os 170 filhotes de cães apreendidos domingo em operação da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), em Duque de Caxias, deverão ser oficialmente colocados para adoção. Os animais eram vendidos de forma ilegal em feiras públicas da cidade e estavam em situação precária, em caixotes ao sol, sem água e ração.

Os filhotes foram levados para as ONGs Paraíso dos Focinhos, em Guaratiba, Zona Oeste, e Entre Pegadas, na Penha, Zona Norte do Rio. O processo de liberação dos animais para adoção passará por avaliação do Ministério Público, que definirá a data.

Baleado há 11 dias, Maré Zero, o cão adotado por policiais da UPP Cidade de Deus, recebeu alta no sábado e ganhou um novo lar e uma família. Segundo sua nova dona, Melissa Munhoz, ele está se recuperando bem. 

Reportagem da estagiária Carolina Moura

Últimas de Rio De Janeiro