Frei David Santos: Somos convictos: violência não é solução

As balas que assassinaram a nossa líder Marielle, as balas que poderiam ter matado participantes da caravana do Lula e a faca que atingiu Bolsonaro, têm por trás pessoas sadias ou doentes

Por Frei David Santos Da Educafro

opina12set
opina12set -

Rio - Quem prega a paz recebe a paz. Isto é certo! Agora, ver tão rápido o retorno da violência para quem prega a violência, pegou-nos de surpresa. O sistema policial e de Justiça desenvolveram técnicas de violência super sofisticadas, onde as grandes vítimas são os pobres e os negros.

Quando as vítimas são os brancos, a resposta fácil e enganosa é a de matar o ladrão com suas próprias mãos. Por isto, todos têm que ter sua própria arma, defendem alguns equivocados. Se matar acabasse com os roubos, então vamos matar os ladrões da Petrobras? Da merenda escolar? Do dinheiro do metrô? Das obras do Rio? Etc. Não? Por que? A violência urbana é resultado da falta de políticas públicas e não da falta de mais ações violentas por parte da polícia.

Há uma crescente indústria das armas nos EUA, no Brasil e no mundo querendo ampliar a quantidade de seus compradores. Como se amplia os compradores de armas? É bom perguntar para quais candidatos as industrias das armas, por caminhos tortuosos, estão financiando suas campanhas? Já pensou o quanto seria esclarecedor, para a sociedade brasileira, ter certeza desta resposta? Após este atentado contra Bolsonaro, temos boas expectativas de que a nossa sociedade brasileira irá "fazer deste limão uma limonada".

Estávamos preocupados, porque o discurso da violência estava catequizando o povo brasileiro "às avessas". Como franciscanos, temos passado momentos de muita angustia a partir do cenário político, pois na medida em que se desenvolve a campanha eleitoral, o discurso da violência se consolida.

Violência nunca foi a opção do povo brasileiro. Por que este povo está mudando? Quem e com que interesse? Quem está por trás? Acreditamos que o povo irá acordar, a partir deste atentado. Vamos fazer o povo ver e acreditar que violência gera violência e ninguém ganha com wisso, a não ser a indústria das armas - vai faturar muito dinheiro.

As balas que assassinaram a nossa líder Marielle, as balas que poderiam ter matado participantes da caravana do Lula e a faca que atingiu Bolsonaro, têm por trás pessoas sadias ou doentes, todas desesperadas, querendo impor a todos nós o que elas acham que seja a melhor opção para o Brasil. Pela visão franciscana, estamos convictos de que a violência nunca foi, não é e nunca será a solução.

Frei David Santos é da Educafro

Galeria de Fotos

opina12set ARTE KIKO
Frei David Divulgação

Comentários

Últimas de Opinião