Rio

Turistas são assaltados em hostel de Botafogo

Cinco bandidos armados com facas e revólveres — alguns estavam encapuzados — entraram no estabelecimento e assaltaram os 40 turistas

Rio - Hóspedes do hostel Meiai, na Rua Guilhermina Guinle, uma das áreas mais nobres de Botafogo, na Zona Sul do Rio viveram momentos de terror essa madrugada. Cinco bandidos armados com facas e revólveres - alguns estavam encapuzados - entraram no estabelecimento e assaltaram os 40 turistas, entre brasileiros, argentinos, americanos e portugueses. O crime aconteceu às 2h. O bandou levou celulares, carteiras, relógios, computadores e outros objetos e deixaram os passaportes.

Hostel em Botafogo foi alvo de assaltantes que roubaram 40 turistas que estavam no estabelecimento Reprodução Google Maps

Segundo o dono do hostel, André de Oliveira, os criminosos chegaram em um carro, bateram na porta e renderam o segurança com uma arma. "Os hóspedes estão muito assustados. Estamos com problema de segurança pública gravíssimo. Não tenho vigia armado e nem vou colocar uma pessoa com arma. Tenho segurança, câmeras e sistema de controle de entrada e saída de hospedes, mas o estado é que tem que garantir a segurança pública. É obrigação do estado. É lamentável uma cidade turística como o Rio ter um caso como esse. Estamos reféns", reclamou o empresário.

Vídeo: Imagens mostram ação de criminosos durante assalto a hostel

Oliveira disse ainda que a PM demorou meia hora para chegar ao local. "Os bandidos ficaram, pelo menos, meia hora dentro do hostel, e a PM só chegou depois que foram embora. Aqui, não temos patrulhamento", denunciou ele. O caso está sendo investigado pela 10ª DP (Botafogo), que já está analisando as imagens do circuito interno do hostel na tentativa de identificar os criminosos.

Parente de um casal de vítimas, que pediu para não se identificar, contou que o cunhado dele levou um tapa na cabeça, teve as mãos amarradas com uma toalha e que os hóspedes foram levados para um cômodo e obrigados e deitar no chão. "Minha irmã e meu cunhado chegaram aqui em casa chorando muito, muito assustados. Eles estão de férias no Rio desde o Réveillon", contou o parente do casal.

Câmeras flagraram os bandidos entrando no hostel de Botafogo Reprodução Vídeo

O dono do hostel disse que a violência no bairro está demais. "Estamos na Zona Sul, no bairro onde nasceu nosso prefeito. A gente vê pessoas sendo assaltadas por gangues de moto. Domingo teve assalto no Botafogo Praia Shopping (bandidos assaltaram uma joalheria e na saída teve tiroteio). Mas, isso tem acontecido também em outros bairros. Alguma coisa tem que ser feita", alerta Oliveira. Ele suspeita que ex-funcionários do local posssam ter ajudado no roubo. Há dois dias, um foi demitido e outro foi contratado em seu lugar.

Segundo ele, a violência prejudica o turismo na cidade. Para ele, que tem o hostel há cinco anos, foi o pior período para o estabelecimento até agora. "Imagina um francês com uma arma na cabeça? Nem precisa dizer que não vão mais voltar aqui. Já está difícil empreender nesse período de crise. Esse foi o pior janeiro que passei", lamentou o empresário.

Oliveira afirmou que está dando apoio aos turistas. "Sempre tivemos preocupação com nossos hóspedes. Estamos dando todo apoio a eles. Estamos fazendo o que está a nosso alcance", garantiu ele. "Graças a Deus estão todos bem. Bens materiais a gente recupera, mas o trauma é muito grande. A culpa disso é do estado", disse o dono do hostel. Pelo menos 10 turistas pediram devolução do dinheiro para voltar para casa. 

O turista de Santa Catarina que se trancou no quarto com a namorada austríaca para não ser assaltado, disse não saber se voltará ao Rio: “Ela vem de um país onde há segurança e se depara com essa cena de violência. Estamos bem abalados”, lamentou o catarinense, que pediu para não ser identificado.

Já o turista japonês Atsushi Miyanaga, de 29 anos, que dormia em um quarto compartilhado quando foi abordado pelos ladrões, afirmou que os bandidos o ameaçaram com uma faca, roubando seu celular, sua câmera fotográfica e 100 dólares. A vítima pretende retornar ao seu país na próxima sexta-feira.

O número de assaltos ao comércio em Botafogo mais que dobrou em apenas um ano. Segundo o Instituto de Segurança Pública, de janeiro a novembro, ocorreram 140 casos, ante 63 em igual período de 2015. No domingo, uma joalheria dentro de um shopping no bairro foi assaltada e tiros foram disparados.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie