Rio

Trotes prejudicam trabalho de socorro dos Bombeiros

São cerca de 500 trotes telefônicos por dia (21 por hora)

Rio - Uma ‘brincadeira’ criminosa coloca em risco o patrimônio e a vida da população. Os trotes para o serviço de emergência do Corpo de Bombeiros atingiu a marca de 16 mil falsas comunicações de ocorrências no mês de janeiro.

São cerca de 500 trotes telefônicos por dia (21 por hora), que acabam prejudicando a prestação do serviço. “Muitas vezes o nosso tempo de resposta para situações verídicas é comprometido porque estamos às voltas com ocorrências falsas”, reclama o diretor de comando e controle operacional dos Bombeiros, coronel Marcus Vinícius, ressaltando ainda que os trotes ocupam o telefone e quem realmente precisa de socorro não consegue se comunicar.

Segundo o coronel os 16 mil trotes são referentes apenas ao 193 (incêndios), mas o 192 (ambulâncias) também enfrenta o mesmo problema. Vinícius disse que os bombeiros não caíram nos 16 mil trotes porque, pelo protocolo, determinados eventos precisam de confirmação. Uma lei sancionada em outubro prevê multa de até R$ 2 mil para quem passar trote para serviços de emergência. No entanto, até ontem, ninguém havia sido multado.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie