Rio

Reitoria da Uerj determina volta às aulas

No mesmo dia, o corpo docente realizará uma assembleia para votar o indicativo de greve da categoria

Rio - A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) determinou o retorno às aulas da graduação para esta segunda-feira, durante uma reunião do Fórum de Diretores com a Reitoria, na tarde desta sexta-feira.

Professores organizam uma assembleia para indicativo de greve no mesmo dia Foto: Severino Silva / Agência O Dia

No entanto, o corpo docente alega que ainda não há a apresentação de um calendário de pagamento aos servidores e bolsistas, além de problemas estruturais por conta da falta de repasse do estado. Os professores realizaram uma assembleia para votar o indicativo de greve da categoria no mesmo dia da volta às aulas.

De acordo com a  Associação dos Docentes da Uerj (Asduerj), haverá ainda um ato público para recepcionar os alunos nesta segunda-feira, às 9h. Uma paralisação também foi agendada para a segunda-feira, a partir das 12h.

Nesta quarta-feira, professores da instituição realizaram uma "aula-protesto" em frente ao Palácio Guanabara, sede do governo. O objetivo da aula pública era falar sobre os problemas enfrentados por conta da crise. 

"Se o Pezão não deixa a Uerj ter aula, aula na porta do Pezão", dizia o cartaz com a convocação para o protesto. Outras "aulas-protesto" estão previstas para os dias 11, 20 e 28 de abril. 

No protesto em frente ao Palácio Guanabara , participaram os professores Bruno Deusdará (Instituto de Letras) sobre a crise na Educação, principalmente da Uerj; sobre a Saúde, os professores Eduardo Torres (Faculdade de Ciências Médicas) e Ana Carolina Feldenheimer (Nutrição); e sobre a crise na Segurança Pública, com a professora Lia Rocha (Ciências Sociais).

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie