Rio

Crivella fixa valor máximo de remuneração de servidores contra 'supersalários'

Decreto foi assinado no Diário Oficial do Município desta sexta-feira

Rio - O prefeito Marcelo Crivella (PRB) fixou, em decreto publicado no Diário Oficial do Município desta sexta-feira, a remuneração máxima para servidores e cargos comissionados municipais. A partir de hoje, o teto salarial é de R$ 24 mil para os comissionados e R$ 37,4 mil para os servidores, o equivalente aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os valores consideram todos os ganhos além do salário, incluindo gratificações, encargos especiais e jetons. O descumprimento, como estipula o decreto, 'importará na ação de responsabilidade'.

Em abril deste ano, a coluna Informe do DIA noticiou que a presidente da RioLuz, Denise Cavalcanti, recebe R$ 35.979,73 mensais. A remuneração é 89% maior que a do prefeito, que tem vencimentos de R$ 18.983,96.

Chefe de gabinete de Crivella e secretário da Casa Civil, Ailton Cardoso da Silva, com R$ 32.233,86, e a secretária de Fazenda, Maria Eduarda Gouvêa, com R$ 30.807,08, completam o time de comissionados do alto escalão que ganham mais que R$ 30 mil.

Em um vídeo postado na sua página oficial no Facebook, Crivella alerta para importância da medida. "Assino o decreto de acordo com a lei. É um momento de austeridade, sacrifício. Nós precisamos poupar e o exemplo tem que vir das autoridades", diz o prefeito.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie