Rio

BRT é interrompido entre Madureira e Fundão após confronto no Morro do Cajueiro

Medida de prevenção ocorre 10 dias após ônibus do corredor expresso, avaliado em R$ 1,6 milhão, ser incendiado no mesmo bairro

Rio - Dez dias após um veículo articulado do corredor Transcarioca, avaliado em R$ 1,6 milhão, ser incendiado em um protesto em Madureira, na Zona Norte, depois da morte de um suspeito de tráfico em confronto co a polícia, o BRT interrompeu a circulação entre o bairro e a estação final Fundão neste domingo, temendo um novo ato de vandalismo. Segundo o consórcio BRT, a circulação dos veículos começaram a ser normalizada às 13h15 e os serviços voltaram a operar normalmente por volta de 14h.

Uma operação da PM no Morro do Cajueiro nesta manhã teve um homem baleado após tiroteio com policiais. De acordo com o 9° BPM (Rocha Miranda), policiais estão no morro após denúncia de tiros na região. Os PMs e criminosos trocaram tiros e um suspeito foi baleado e socorrido para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Com ele, de acordo com a corporação, os policiais apreenderam um fuzil calibre 556, um rádio comunicador e quantidade de drogas que será contabilizada. O caso será registrado na Central de Garantias Norte.

Ônibus do BRT completamente destruído após ser incendiado em Madureira, há 10 dias WhatsApp O DIA (98762-8248)

Com isso, o corredor TransCarioca opera com o trecho interrompido desde 10h entre Madureira e Fundão. "Estamos em contato permanente com as autoridades policiais e aguardamos orientação do comando do 9º BPM para retomarmos a operação em segurança", disse o consórcio BRT, em nota. A PM disse que não há protesto e que a paralisação ocorre de forma preventiva.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie